Escritório de advocacia: 6 profissionais fora do Direito para atuar na banca

Escritório de advocacia: 6 profissionais fora do Direito para atuar na banca

8 minutos Passado o desafio de montar o escritório de advocacia e de ganhar relevância no mercado, vai chegar uma hora que o advogado precisará investir na contratação de outros profissionais para compor o time e agregar um conhecimento que vai além das questões jurídicas. Afinal, não se faz um escritório só com o Direito. Primeiro porque o advogado não vai conseguir dar conta de, ao mesmo tempo, fazer tudo o que precisa fazer. Cumprir prazos. Atender o cliente e dar feedbacks a ele. Continue lendo

Como a atenção mútua do mediador proporciona qualidade à mediação

Como a atenção mútua do mediador proporciona qualidade à mediação

10 minutos Como aumentar a qualidade da mediação com dicas de atenção mútua Inicialmente cumpre-nos diferenciar, ainda que de forma superficial, ouvir e escutar. Embora usualmente utilizados como sinônimos, apresentam diferença. Essas diferenciações podem impactar as formas de mediação. Afinal, é preciso que o mediador judicial, antes de tudo, ouça e e escute as partes. Desse modo, conseguirá auxiliá-las na resolução de um conflito. Contudo, como se verá adiante, também esses conceitos são vislumbrados sob perspectivas diversas. De forma simplória, entendemos que ouvir está Continue lendo

Quando devo efetivar meu estagiário de Direito no escritório?

Quando devo efetivar meu estagiário de Direito no escritório?

8 minutos Veja quando é o momento de efetivar um estagiário de Direito Entrar em um escritório de advocacia e encontrar um estagiário de Direito é algo bastante comum. Afinal, o estágio em escritório de advocacia pode ser benéfico a ambas as partes, embora o estágio não possa ser visto como uma relação de trabalho ou mão-de-obra barata. Claro, o custo para o escritório de advocacia na manutenção de um estagiário talvez seja menor que a manutenção de um profissional formado. No entanto, é Continue lendo

O momento da exigência do ITCMD e o novo entendimento do STJ

O momento da exigência do ITCMD e o novo entendimento do STJ

14 minutos O momento da exigência do Imposto sobre Transmissão de Causa Mortis e Doação (ITCMD) e o novo entendimento do STJ Como tudo no Direito Tributário, o ITCMD é mais uma das siglas que não são muito comuns à maioria dos brasileiros. Afinal, normalmente as famílias, em caso de doação de bens, deixam para que um advogado resolva os trâmites. Ou em caso de causa mortis na família, geralmente o parente mais graduado ou com mais tempo a disposição cuida das questões burocráticas Continue lendo

Mestrado em Direito: como conciliar estudos e gestão na advocacia

Mestrado em Direito: como conciliar estudos e gestão na advocacia

9 minutos Dicas para conciliar a gestão na advocacia com um mestrado em Direito A especialização é uma estratégia mesmo dentro do mercado jurídico. Afinal, em um mercado competitivo como o da advocacia, uma qualificação pode ser um diferencial. Entre tantos profissionais, aquele que possui, em tese, maior conhecimento de uma área do Direito pode se sobressair em relação aos demais. No entanto, nem sempre é fácil conciliar uma pós-graduação latu sensu, um mestrado em Direito ou mesmo um Doutorado com a prática da Continue lendo

7 filmes sobre Direito que todo advogado deve assistir

7 filmes sobre Direito que todo advogado deve assistir

8 minutos Não são apenas os seriados jurídicos que merecem ganhar espaço na sua programação do fim de semana. Há muito filme interessante no repertório da sétima arte que também narra histórias reais sobre o envolvimento e o trabalho do advogado e mostram lados nunca antes abordados da carreira. Este post, então, vai trazer 7 sugestões que, a meu ver, não podem faltar para quem é  advogado. Além disso, para cada filme, pontuo quais lições podemos aprender.  E prometo: não darei spoiler, nem serei Continue lendo

Desconsideração da personalidade jurídica X desconsideração inversa

Desconsideração da personalidade jurídica X desconsideração inversa

9 minutos A desconsideração da personalidade jurídica é um instituto relativamente recente no Direito brasileiro. Foi inserido expressamente no ordenamento apenas com a chegada do Código Civil, em 2002, que revogou parte do Código Comercial. Na carona veio também o conceito de desconsideração inversa: a partir dos efeitos de uma, surgiu a necessidade da outra. Antes disso, embora o Código Civil de 1916 não fizesse nenhuma menção sobre o assunto, a desconsideração da personalidade jurídica já havia sido consagrada pela jurisprudência. Afinal, o caso Continue lendo

Litisconsórcio no Novo CPC: conceito, classificação e hipóteses

Litisconsórcio no Novo CPC: conceito, classificação e hipóteses

11 minutos O que é litisconsórcio, hipóteses e classificação segundo o Novo CPC A palavra litisconsórcio vem da aglutinação de lide (uma pretensão ou conflito levado a juízo) e consórcio. Ou seja, equivale ao compartilhamento de um polo na demanda jurídica. Desse modo, mais de uma pessoa pode ocupar o polo passivo ou o polo ativo do processo. O art. 113 do Novo CPC, então, estabelece requisitos para a sua existência. E dispõe, dessa forma, que podem litigar em conjunto duas ou mais pessoas, Continue lendo

Jornada de compra: os passos que o cliente dá até contratar um advogado

Jornada de compra: os passos que o cliente dá até contratar um advogado

7 minutos Jornada de compra é o caminho que o potencial cliente percorre antes de realizar uma compra. E isso, claro, encaixa perfeitamente no mundo jurídico: o cliente passa pelas mesmas etapas antes de perceber que precisa contratar os serviços de um advogado para resolver o problema ao qual está passando. São, portanto, esses passos que iremos estudar neste post. Em primeiro lugar, é importante reconhecer que a jornada de compra possui, geralmente, quatro etapas: Aprendizado e descoberta;Reconhecimento do problema;Consideração da solução;Decisão de compra. Continue lendo

Lei do inquilinato e o papel do advogado no cenário do Direito Imobiliário

Lei do inquilinato e o papel do advogado no cenário do Direito Imobiliário

10 minutos Lei do inquilinato, regulação jurídica da locação de imóveis urbanos e impactos na atuação dos advogados Alugar imóveis é algo que faz parte do cotidiano de muitos brasileiros. Pode ser que alguns ocupem a posição de locador. Ou pode ser que alguns ocupem a posição de locatário. A Lei do Inquilinato (Lei 8.245), então, vem regulara essa relação jurídica. E protege, dessa forma, o direito de ambas as partes. No entanto, como os advogados podem atuar nesse cenário? A advocacia imobiliária é Continue lendo