9 benefícios de ser advogado correspondente ou correspondente jurídico​

9 benefícios de ser advogado correspondente ou correspondente jurídico​

9 benefícios de atuar como advogado correspondente ou como correspondente jurídico

O mercado jurídico é um mercado amplo. Existem, então, diversas oportunidades, tanto para os advogados mais experientes quanto para aqueles que estão iniciando a carreira jurídica. E entre as modalidades da advocacia da modernidade, ganha destaque o papel do advogado correspondente.

A advocacia correspondente é uma maneira de oferecer serviços que pode ser benéfica para quem a exerce e para quem a contrata. Afinal muitos escritórios precisam de profissionais capacitados que possuam atuar em outras varas e comarcas, de modo a evitar deslocamentos. Em contrapartida, representa uma ótima oportunidade para aqueles que estão iniciando a carreira e desejam ganhar experiência. Além disso, contribui para a construção de uma rede de networking e para aqueles que desejam uma renda extra.

Apresentamos, então, nove benefícios de atuar como advogado correspondente ou correspondente jurídico.

advogado correspondente

1. Oportunidades como advogado correspondente ou correspondente jurídico

A advocacia correspondente não necessariamente será exercida apenas por recém- graduados e jovens advogados, mas é uma boa oportunidade para esse público. Isto porque, como se verá adiante, é uma ótima maneira de construir uma carreira e uma boa rede de contatos.

Contudo, é preciso fazer uma diferenciação entre o advogado correspondente e o correspondente jurídico. O correspondente jurídico corresponde àquele profissional que realiza, à distância, serviços diversos essenciais à prática jurídica, mas que não exigiram a inscrição na Ordem dos Advogados do Brasil mesmo de um profissional contratado para trabalho presencial. Assim, pode realizar, entre outros:



  • obtenção de cópias;
  • obtenção de protocolos;
  • retirada de documentos.

Veja-se um exemplo. Um advogado de São Paulo precisa de uma certidão a ser retirada em um cartório de Santa Catarina para um processo que corre em São Paulo. Para evitar o deslocamento, contrata um correspondente jurídico capaz de retirar a certidão e enviá-la.

Como se infere, são serviços que exigiriam apenas o conhecimento jurídico prático. E, portanto, poderiam ser realizados mesmo por graduandos ou bacharéis em Direito.

O advogado correspondente, por sua vez, como qualquer advogado, precisa ser graduado em Direito e ter registro na OAB. E, desse modo, poderá exercer qualquer serviço destinado aos profissionais da advocacia. Poderá, assim:

  • realizar audiências;
  • protocolar petições;
  • participar de perícias;
  • fazer carga do processo.

O advogado correspondente, no entanto, não é um representante jurídico da parte. O representante continua a ser o advogado contratado pelo cliente, que delega serviços, através de contrato, a outro profissional.

Enfim, pode ser uma opção vantajosa tanto para bacharéis quanto para advogados, experientes ou não.

2. Ampla opção de atuação

Tornar-se um advogado correspondente, além de outros benefícios, permite que o profissional atue em uma vasta área do mercado. Em primeiro lugar, poderá trabalhar para escritórios de diversas localidades, inclusive de fora do país quando o processo corra no Brasil. Mas não somente isto. Poderá trabalhar, também, com diferentes áreas do Direito e em diversas espécies de atividades.

A amplitude de opções não contribuirá apenas para a aquisição de conhecimento, mas também para enriquecimento do currículo. E embora especializações possam ser diferenciais no concorrido mercado da advocacia, uma experiência ampla também pode ser atrativa.

3. Aquisição de experiência e aprendizado

Como ressaltado, atuar como um advogado correspondente fornece uma vasta gama de conhecimento e de experiência. Afinal, são áreas diversas trabalhadas. E também casos práticos diferentes. Além disso, o advogado correspondente pode ter contato com diferentes serviços dentro da área jurídica. Sua própria visão do Direito poderá ser mais abrangente que a de profissionais acostumados com uma prática setorizada.

Por essa razão, a advocacia correspondente pode ser uma ótima escolha para profissionais mais inexperientes. É uma maneira de conhecer diferentes áreas antes de se dedicar a apenas algumas. E também de se envolver com formalidades e burocracias que mudam com o passar do tempo.

Para os recém graduados, é uma forma de iniciar a carreira. Sabe-se que é difícil ingressar na carreira da advocacia quando há tantos profissionais qualificados e já experientes no mercado. No entanto, a advocacia correspondente permite que o profissional aplique seus conhecimentos de forma prática ao mesmo tempo em que se insere nesse campo de atuação concorrido. E contribui, ainda, o fato de que será orientado pelos profissionais e escritórios que contratarem seus serviços.

Assim pode explorar várias opções, em diferentes graus de complexidade, e adquirir novas habilidades, que enriquecerão seu currículo e o ajudarão a crescer na profissão.

4. Construção de rede de networking

Uma vez que trabalha com escritórios de diferentes nichos e localidades, o advogado correspondente pode construir uma vasta rede de networking. Ou seja, uma rede de contatos. E isto não é interessante apenas por abrir portas para aqueles que desejam ser contratados por escritórios de advocacia. É, acima de tudo, uma forma de interagir com mais pessoas dentro da mesma profissão. Assim, pode-se trocar conhecimentos, experiências e dicas da carreira. E inclusive trocar indicações de clientes, se aturem em diferentes áreas, por exemplo.

Imagine-se que aquele advogado de São Paulo tenha contratado os serviços de um advogado correspondente e não apenas os de correspondente jurídico de Santa Catarina. E um conhecido de um de seus clientes está em busca de um advogado de Santa Catarina. Caso tenha gostado dos serviços do advogado correspondente, poderá indicá-lo para defender a causa. Ou mesmo indicá-lo se souber de uma vaga em outros escritórios ou de pessoas interessadas em advogados correspondentes.

Em uma carreira com tantas vedações de marketing, uma boa base de contatos pode auxiliar na prospecção de clientes. Isto pode ser essencial principalmente para jovens advogados.

5. Visibilidade na advocacia

O esforço do advogado correspondente e sua atividade de networking jurídico podem trazer reconhecimento e visibilidade para o profissional. E quanto mais qualificado, maiores as chances de ter um retorno caso busque crescimento na própria advocacia.

Como já abordado, conforme trabalha com diversos profissionais da área jurídica, o advogado correspondente se faz conhecer no meio. E, assim, divulga seus serviços através do boca-a-boca. Consequentemente, poderá ser lembrado e mencionado quando oportunidades surgirem. Isto poderá ser tanto para indicação a clientes, indicação a outros advogados ou formalização de parcerias.

6. Flexibilidade na rotina de trabalho

A rotina de um advogado nem sempre é a mais flexível, sobretudo quando se trabalha em um escritório jurídico. A carga de produção é grande, e a ela se acumulam os prazos processuais. A vantagem de ser um advogado correspondente, então, é que o profissional pode estipular o volume e as tarefas do seu trabalho.

Se um advogado correspondente não deseja trabalhar com audiências, por exemplo, pode simplesmente não oferecer esse tipo de serviço. Isto, contudo, não seria possível se ele fosse responsável por um processo integral. Ou pode ainda, recusar alguns serviços quando achar que alcançou um volume suficiente, considerando outras atividades exercidas.

Ainda, pode organizar sua rotina conforme achar mais adequado. Embora ainda esteja atrelado a datas e prazos – afinal, não é possível se esquivar das datas apresentadas pelos escritórios ou profissionais contratantes -, pode distribuir as tarefas em seu dia-a-dia conforme planejamento próprio e sem rigor.

7. Atividades paralelas à advocacia correspondente

A advocacia é, sem dúvidas, uma área bastante vasta. Pode-se atuar como advogado trabalhista, civilista, penalista, etc. Mas também é possível atuar como advogado litigioso, preventivo, em consultoria jurídica de modo geral e, claro, como advogado correspondente. Um dos benefícios de ser advogado correspondente, todavia, é que é possível atuar em concomitância com outras atividades.

Um advogado, por exemplo, não precisa ser apenas correspondente. Ele pode manter seus processos no local em que se situa e fornecer serviços de correspondência para outros escritórios e advogados. De igual modo, pode trabalhar em outros campos ou mesmo continuar estudando, enquanto atua como correspondente.

A quantidade de serviços que aceitará, então, dependerá do volume de atividades paralelas. E ele poderá organizar essa quantidade de acordo com sua capacidade e tempo.

8. Auxílio na renda

Esta é uma alternativa interessante principalmente para advogados iniciantes e estudantes (para bacharéis, como correspondentes jurídicos, e para advogados que estejam estudando em pós-graduação ou para concurso, por exemplo) que desejam uma remuneração extra. Sobretudo em tempos de crise, em que há diminuição da oferta de vagas até mesmo na advocacia, pode ser uma boa opção.

Ser um advogado correspondente, também, não significa contar com uma renda esporádica. É possível fazer contratos de longo prazo, por exemplo. E assim, é possível estabelecer uma renda fixa para a atuação remota. Isto é bastante vantajoso quando se trata de um escritório digital ou de escritórios e profissionais que tenham muitos processos em outras localidades.

Ressalta-se, ainda, que o advogado correspondente pode finalizar parcerias, quando não for vantajoso a ele, ou mesmo recusar trabalhos. Por óbvio, deverá respeitar o que for estipulado em contrato e estará sujeito às eventuais penalidades estabelecidas contratualmente. Todavia, a sua margem de escolha é bastante ampla.

Por fim, em regra não há custos extras na advocacia por correspondência além dos custos da profissão. Algumas plataformas, como o Juris Correspondente,  oferecem oportunidades gratuitas de oferta de serviço. E dessa maneira, conecta os advogados correspondentes àqueles que desejam contratar um. No entanto, essa conexão também pode ser realizada através de redes como o LinkedIn. Apesar disso, será necessário esforço na divulgação de seus trabalhos.

9. Praticidade na cobrança de honorários

Cobrar honorários advocatícios nem sempre é uma tarefa fácil. É preciso lidar com diferentes clientes, controlar datas e saber dialogar. Afinal, nem sempre os clientes cumprirão com o acordado dentro do prazo estabelecido. Não obstante, pode demorar para que o profissional alcance a quantidade de processos e clientes que almeja. E, por fim, pode levar bastante tempo até que um processo se encerre e o advogado receba integralmente os honorários que lhe são devidos.

A vantagem de ser um advogado correspondente, então, é que os honorário são pagos, em geral, assim que a diligência por que foi contratado é cumprida. O advogado correspondente não precisa esperar o fim do processo para receber os honorários advocatícios. Tampouco precisa esperar que o cliente parte da causa em que atuou como correspondente pague o que é devido. Repete-se: o advogado correspondente não é representante da parte, mas um advogado contratado por aquele que representa o cliente.

Uma vez que possui contrato com outro profissional ou escritório de advocacia, é com ele que negocia o valor, a forma, os prazos e os termos do seu pagamento. Ressalta-se, entretanto, que, assim como para os demais serviços advocatícios, há valores mínimos para os serviços de advogados correspondentes na tabela de honorários da OAB.

Enfim, é uma modalidade que se revela benéfica tanto para aqueles que desejam atuar como advogado correspondente, como vislumbrado no artigo, quanto para aqueles que desejam ter um correspondente na advocacia.

Quer ficar por dentro das novidades sobre Mercado Jurídico? Faça abaixo seu cadastro e receba os materiais exclusivos do SAJ ADV em seu e-mail.

2 Comentários

  1. Avatar

    Boa tarde. Como posso me cadastrar para me tornar um advogado correspondente. Recomenda algum site ? Obrigado

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *