Gestão de Escritório de Advocacia: controlando horas trabalhadas

Aumentar a produtividade sem perder a qualidade do trabalho é um desafio. Já falamos sobre como a organização do tempo e de procedimentos é importante para manter a eficiência da produção. Controlar horas trabalhadas, através de uma boa gestão de escritório de advocacia, não só pode aumentar o rendimento do escritório de advocacia, como também pode otimizar o trabalho de toda a equipe. No entanto, é preciso saber controlar o tempo do advogado e as horas trabalhadas em cada caso.

Controlando as horas trabalhadas com o auxílio da Gestão de Escritório de Advocacia

A delimitação de horas para uma atividade é um controle importante a ser feito pela gestão da banca. O advogado Vinícius Finger Trapani, sócio do escritório Trapani & Advogados Associados, acredita que sem os indicadores e parâmetros gerados pelo controle do tempo, a administração do escritório fica suscetível a variáveis, como a falta de planejamento pessoal do advogado na execução de suas atividades ou, ainda, a baixa produtividade do profissional. Registrar e gerenciar as atividades executadas em projetos são ações que permitem parametrizar o tempo gasto, o que pode auxiliar na hora de determinar os honorários advocatícios.

Como delimitar o tempo necessário para a execução de tarefas?

De acordo com o advogado, a coordenadoria jurídica do escritório e os sócios têm uma ideia clara da quantidade de horas necessárias para se desempenhar cada tarefa, em razão da experiência e tempo de atuação do responsável. Isso habilita esse núcleo decisório a delegar as funções e fazer o controle de tempo na execução. Há ainda opções de softwares genéricos gratuitos para fazer este monitoramento. No entanto, o uso de um software jurídico, como o SAJ ADV, pode, além de monitorar, organizar a transmissão de tarefas e o acompanhamento das horas trabalhadas pela equipe.

Controlar as horas trabalhadas facilita a cobrança de honorários

Gestão de Escritório de Advocacia

Segundo Trapani, a cobrança de honorários pelo sistema de timesheet não só facilita em alguns casos a cobrança por parte do escritório,como para alguns clientes é um pré-requisito para a contratação de uma banca. “Especialmente no âmbito de empresas de médio e grande porte, os gestores baseiam a maioria das suas decisões em números e indicadores. Por mais que a atividade do advogado seja puramente intelectual e a priori não passível de quantificação de horas do trabalho, precisamos de alguma forma tangibilizar o serviço prestado e demonstrar isso ao cliente por intermédio de um relatório de horas trabalhadas”.

Além disso, de acordo com a experiência do advogado, o controle das horas facilita o dia-a-dia no escritório.  Otimizando a cobrança, evita-se sobrecarga de colaboradores ou ócio na produção jurídica.



E você, como organiza o tempo destinado ao cliente e contabiliza as horas trabalhadas no escritório? Conte para a gente nos comentários.

Quer ficar por dentro de todas as novidades sobre gestão de escritório de advocacia? Faça seu cadastro e receba nossos materiais exclusivos diretamente em seu email.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *