Marketing Jurídico Digital – 3 dicas para novos escritórios de advocacia

Tempo de leitura: 5 minutos

Está abrindo seu escritório de advocacia e não sabe por onde começar a prospecção de clientes? A resposta pode estar no marketing jurídico digital.

Quando um estudante de direito conclui sua faculdade e  sendo aprovado no exame da Ordem dos Advogados do Brasil, o mesmo se torna um advogado. Como sabemos, muitos pretendem exercer a atividade Jurídica, desempenhando aquilo para o qual se prepararam. Mas como iniciar a prospecção de clientes? A resposta certamente passa pelo marketing jurídico digital.

Atualmente o marketing jurídico digital vem ocupando um grande espaço no segmento Jurídico, com técnicas de persuasão usadas como ferramentas nos meios online, embasadas por uma boa estratégia sem ferir o Código de Ética da OAB. Em agosto deste ano,  o Congresso da OAB definiu algumas regras para que o Marketing Digital seja feito de forma orgânica, adotando assim, um Marketing Jurídico Digital sem ferir o Código de Ética da OAB.

Por que o Marketing Jurídico Digital é importante?

Primeiramente sabemos que é para atrair clientes, visto que a profissão de advogado é uma das mais tradicionais e prestigiadas que existe. Isso pelo fato da alta demanda que há no mercado e pelas diferentes áreas em que o Direito atua. Com um bom Marketing Digital é possível ter competitividade no mercado. O consumidor da atualidade pesquisa de uma forma criteriosa até encontrar um escritório onde possa se sentir confiante e seguro. Para atender essa demanda é fundamental que seu escritório seja autoridade no segmento  em que atua. Esse é mais um motivo para segmentar seu target.

Com o marketing jurídico digital, seus esforços serão todos voltados para sua atividade.

1 – Áreas de atuação x Segmentação

Assim como em todas as áreas, no Jurídico não é diferente. É fundamental que saibam à risca quais serão as áreas que o escritório atuará, evitando ser mais um  “escritório 360º”.

É de suma importância que o escritório saiba quais serão suas áreas de atuação para que seja feita a segmentação de nicho Jurídico.

Para que o escritório tenha em mente o segmento que vai atuar é necessário saber como esse nicho se comporta, estando ciente de que nicho é um grupo de pessoas com desejo homogêneo dentro de um mesmo segmento.

Sabendo dessa realidade, primeiramente deve ser feito um levantamento de quais são as linhas de frente do escritório. Essa listagem de serviços determinará qual norte o escritório deverá seguir.

O segundo passo seria a definição da persona (Target). Buy Persona são estereótipos ou protótipos de peculiaridades das pessoas que poderiam comprar seu serviço como:

Nome:

Idade:

Classe Social:

O que faz nas horas de lazer:

Qual o setor que atua profissionalmente etc.

Nessa etapa é fundamental que o setor comercial esteja em sintonia com o setor de Marketing Jurídico Digital, onde juntos chegarão a um bom senso de questões importantes para saberem como falar com esse público.

marketing jurídico digital

2 – Identidade e apresentação

  • Logomarca e identidade visual

Fique atento em como irá desenvolver sua logomarca, quais serão as paletas de cores que irá determinar como cor predominante do seu escritório, site e estruturas físicas.

O visual é um aliado importante para o escritório, desde a Logo até os materiais de correspondência.

  • Site e Blog

Muitos me questionam sobre a real necessidade de ter um site. É fundamental que seu escritório invista em um site de qualidade. Mostrarei algumas vertentes, as quais devem seguir para ter um site apresentável e que converta.

1 – Site responsivo –  A Tecnologia Mobile está cada vez mais presente. De acordo com o ZMOT ( Momento Zero da Verdade), as pessoas possuem hábitos cada vez mais peculiares no quesito de pesquisa. Seu site se adequa em vários formatos de tela fazendo com que a intuitividade da UX seja propensa e legível para que a pessoa navegue por um bom tempo no seu site.

2 – Arquitetura – Se preocupe em mostrar na HOME o que de fato seu usuário quer ver. Evite informações desnecessárias que irão dispersar a atenção do mesmo.

3 – Conteúdo – Sempre ofereça conteúdo para o seu segmento. Seja autoridade!  Seus artigos e Landing Pages devem ser persuasivos à informação. Essa parte é fundamental para as estratégias de SEO.

4 – CTAs – Chamadas de Call To Action, são botões de conversão fazendo com que os usuários cliquem em algum formulário de contato, ebook, material rico etc.

3 – Faça Network

Nesse primeiro momento é fundamental que seu escritório esteja presente em eventos relacionados ao seu nicho, como palestras, por exemplo.

Participar de eventos ou canais especializados ao segmento jurídico é uma ótima iniciativa para se conseguir parceiros estratégicos que futuramente serão importantíssimos para suas ações de Co Marketing.

Conclusão

Antes de pensar em fazer suas estratégias de Marketing Digital é fundamental que tenha em mente que estará entrando em um nível de grande competição. O ambiente online é repleto de concorrência, tendo em vista as grandes oportunidades que ali podem surgir para distintos segmentos.

Quer ficar por dentro das novidades sobre marketing jurídico digital? Faça seu cadastro e receba os materiais exclusivos do SAJ ADV diretamente em seu e-mail.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *