Gamification na Advocacia – Como a prática pode acelerar o crescimento?

Tempo de leitura: 4 minutos

Hoje, a maioria dos escritórios já sabe que com equipes improdutivas fica cada vez mais difícil se destacar em um mercado competitivo como é o da advocacia. Porém, mais do que falar em investir em produtividade é preciso saber como criar boas práticas e uma cultura de alta performance para o seu escritório.

Você sabe como motivar seus advogados e mantê-los engajados com o trabalho? Então, talvez seja o momento de você conhecer o conceito de “gamification” ou gamificação. A técnica que transporta a lógica dos jogos para criar mais produtividade dentro de empresas pode ser uma ótima forma de trazer mais resultados e acelerar o crescimento do seu escritório. Ficou curioso sobre gamification na advocacia como forma de gerar resultados? Então, não deixe de conferir!

gamification na advocacia

O que é gamification?

Gamification é um conceito que surgiu na década de 70, a partir de práticas utilizadas pelos desenvolvedores de softwares. Como muitos usavam os elementos dos games para melhorar a experiência do usuário, o que eles acabaram descobrindo é que essa mesma lógica poderia servir para tornar o próprio trabalho mais interessante e mais instigante também.

A lógica dos games envolve diversos elementos que são interessantes para engajar e motivar. Competição, cooperação, resolução de problemas, superação e recompensas são elementos que desafiam e possibilitam o envolvimento, o encorajamento e o incentivo. Não é à toa que o gamification vem ganhando espaço no universo de empresas dos mais diferentes nichos. Como a produtividade em um mercado global passou a ser um fator de competitividade para as empresas, muitas querem compreender e incentivar o comportamento de seus colaboradores para que possam entregar mais resultados.

O gamification é uma técnica cada dia mais utilizada para manter o engajamento e a alta produtividade, gerando mais motivação e mais desafios dentro do ambiente corporativo. Por meio dessa técnica, o alcance de metas se torna mais leve, fazendo com que os funcionários se sintam mais instigados a melhorar a qualidade do que fazem, dedicando-se ainda mais.

[Quer melhorar a produtividade no seu escritório de advocacia? Conheça esse case de sucesso!]

Gamification na advocacia

São muitos os fatores que geram estagnação e falta de motivação dentro dos escritórios de advocacia. Excesso de atividades, falta de reconhecimento dos clientes, entraves burocráticos da Justiça. Muitos advogados se sentem desestimulados com a realidade do mercado.

Outro fator que prejudica a produtividade é o excesso de autonomia. Infelizmente, muitos advogados não sabem trabalhar em equipe e a falta de treinamento e de saber delegar também prejudica os resultados do escritório.

[Você é um advogado multitarefa? Saiba como isso pode comprometer a sua produtividade e seus resultados]

O gamification na advocacia é uma técnica que pode ajudar o advogado a sobrepor essas dificuldades, promovendo maior engajamento entre as equipes e mais resultados para o escritório.

Para que funcione, no entanto, é fundamental identificar quais os pontos que devem ser melhorados, estabelecendo regras para que o jogo comece.

Como implementar o gamification na advocacia

Para implementar uma boa política de gamification na advocacia, primeiramente é preciso identificar quais são os pontos fracos ou os pontos que devem ser melhorados no seu escritório. A partir daí, é preciso criar metas a serem atingidas e transportar a lógica dos jogos para que os resultados sejam alcançados.

Para ficar mais claro, vamos pensar em um exemplo prático. Vamos supor que a meta do seu escritório é dobrar o faturamento neste ano. Para isso, será necessário prospectar novos clientes e vender mais serviços jurídicos a sua atual cartela. Com base nessas metas, você pode criar um sistema de bonificação, onde o advogado que conseguir um novo cliente ou vender um novo serviço para um mesmo cliente, poderá receber um percentual a mais em seu salário. Caso ele traga 1 cliente, esse percentual será de X, caso traga 2 clientes X+1, caso traga 3 clientes X+2 e assim por diante. O trabalho de prospecção deverá ser feito em um período de 6 meses e finalizado o prazo, o advogado que conseguir captar mais receberá mais por isso.

A regra do jogo

Note que para estabelecer as regras foi preciso identificar o problema, estabelecer uma meta, definir as recompensas e estabelecer um prazo para a realização das ações. Esses são conceitos básicos que envolvem a lógica dos games e fazem com que os participantes se envolvam em prol de atingir as metas.

O gamification na advocacia é uma técnica e assim como qualquer metodologia deve ser aplicada ao caso concreto. Assim, para advogados que pretendem inovar gerando mais engajamento, produtividade e crescimento para o seu escritório, é preciso analisar com cautela quais são os pontos que merecem melhorias, criando regras e metas concretas para que o gamification na advocacia possam trazer mais resultados.

Quer ficar por dentro das novidades sobre gestão de escritório de advocacia? Faça seu cadastro e receba os materiais exclusivos do SAJ ADV diretamente em seu e-mail.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *