Como usar a gestão de escritório de advocacia para apurar a rentabilidade

Gestão de escritório de advocacia é o conjunto de técnicas e funções administrativas fundamental à manutenção de uma equipe jurídica e de um escritório de advocacia em sua completude. Integra, portanto, a gestão de tarefas, gestão de equipes, gestão financeira, gestão de tempo, entre outros aspectos de organização do negócio.

Você avalia a rentabilidade na gestão do escritório de advocacia?

Apurar a rentabilidade é uma medida essencial para a gestão de escritório de advocacia. O desafio é saber como executar essa tarefa de forma correta. Em primeiro lugar, é necessário definir o que é rentabilidade. O conceito básico a define como o resultado das receitas menos as despesas. Mensurar esse indicador de desempenho é importante para traçar  estratégias futuras e manter a organização financeira em dia.

Dentro  da gestão de escritório de advocacia, o primeiro passo para apurar sua rentabilidade é fazer o levantamento de gastos mensais. Nessa conta devem estar  incluídas despesas como o pagamento dos funcionários, aluguel e material de escritório. É essencial saber exatamente quais são os custos da banca.

O que facilita é a listagem de despesas fixas e variáveis, como impostos, custas processuais e viagens. Ao vinculá-las a processos ou à parte administrativa, é possível acompanhar os custos mensais de cada caso. E dessa forma, pode-se e calcular a rentabilidade. Levantar esses dados é fundamental para chegar ao valor das horas trabalhadas, um dos principais fatores que devem ser levados em conta na hora de precificar os serviços.

1. A organização é vital na gestão de escritório de advocacia

Outro ponto importante na gestão de escritório de advocacia é a organização. Apontar um gestor responsável pelos assuntos administrativos e financeiros, assim, é imprescindível. Em escritórios menores, um dos sócios pode assumir essa função; já as organizações maiores podem delegar a tarefa para o setor financeiro ou administrativo. Uma das principais responsabilidades  desse gestor é separar as contas pessoais das finanças da empresa. Despesas domésticas jamais devem entrar na planilha de custos do escritório. Se não há uma separação definida entre esses gastos, fica impossível apurar corretamente a rentabilidade do escritório.

Um software jurídico de gestão de escritório de advocacia, como o SAJ ADV, também é capaz de auxiliar nessa rotina. Com ele é possível centralizar as informações em uma única ferramenta, pois o usuário pode usar a funcionalidade Receitas e Despesas para gerenciar as movimentações financeiras da organização, por exemplo. Por meio dela é possível controlar as contas de água, luz, aluguel e outros gastos, bem como os recursos que entraram no escritório, os contratos mensais e os honorários.

2. Despesas podem ser acompanhadas no DRE

A partir dos lançamentos financeiros informados pelo usuário, o programa pode gerar uma Demonstração do Resultado do Exercício – DRE, que melhora a visualização e o acompanhamento da contabilidade do período. Com estes relatórios, o advogado consegue controlar desde a previsão financeira, até o tratamento de contas por pessoa, agilizando a gestão de escritório de advocacia. Para isso, aconselha-se criar uma rotina periódica de monitoramento de relatórios com os sócios.



gestão de escritório de advocacia

Por meio de um software jurídico também é possível administrar as contas a pagar e a receber de forma prática e dinâmica. O relatório fornece informações específicas do cliente, como a forma de pagamento acertada, tipos de contas e centro de custo em que a receita ou a despesa devem ser lançadas. Também é possível acompanhar as faturas que estão com o vencimento agendado para a data pesquisada. Pode-se buscar as movimentações financeiras cadastradas pelos filtros disponíveis e executar a baixa e o estorno delas. Nestes casos, o sistema irá movimentar as contas caixa e banco do escritório com os valores pagos ou recebidos, facilitando a gestão de escritório de advocacia.

Apurar corretamente a rentabilidade é uma das funções vitais para a gestão de escritório de advocacia. Para isso é necessário controlar de forma eficiente as rotinas, monitorando as receitas e despesas. Um software jurídico é a ferramenta ideal para organizar esses dados, reunindo todos os lançamentos dentro de uma plataforma integrada.

3. Como calcular a rentabilidade na advocacia

Avaliar a rentabilidade é fundamental para qualquer modelo de negócio. Só assim é possível medir exatamente o retorno financeiro sobre o serviço prestado ou produto vendido. Essa tática é vital para manter a saúde financeira da organização e desenvolver o planejamento estratégico do negócio a longo prazo. A gestão de escritório de advocacia vive a mesma realidade. Ainda que muitos advogados tenham resistência em admitir, o escritório deve ser visto como uma empresa, como afirma Marco Antonio P. Gonçalves, especialista em marketing para advogados e escritórios de advocacia, em artigo para o Conjur.

Por esse motivo, adotar práticas administrativas na gestão de escritório de advocacia é determinante para que as bancas tenham vantagem competitiva no ambiente jurídico. Os escritórios devem ser efetivamente gerenciados como uma empresa para garantir seu crescimento sustentável.

Ao considerar uma gestão profissional da banca – não somente no que se refere à prestação dos serviços jurídicos, mas também como uma atividade comercial -, a implementação de indicadores administrativos e financeiros tornasse primordial para o controle da rentabilidade na gestão financeira do escritório.

Confira, então, no ebook Gratuito – Como calcular a rentabilidade na advocacia conceitos e estratégias utilizadas para um bom planejamento financeiro na gestão de escritório de advocacia e veja como aplicá-las à realidade do seu negócio.

4. Dicas de como inserir a rentabilidade na gestão

Rentabilidade em pauta na gestão de escritório de advocacia

O primeiro passo, então, é discriminar minuciosamente as receitas e as despesas nos lançamentos financeiros do escritório em um software jurídico. Dessa forma, o gestor poderá visualizar a contabilidade diária, semanal ou mensal do escritório.

A importância dos indicadores financeiros

Na construção desses indicadores devem ser levados em consideração alguns fatores. Por exemplo, os custos fixos mensais da banca, as custas processuais, entre outros indicativos. Confira mais no nosso eBook!

Tire o melhor dos relatórios gerados por softwares jurídicos

Com apoio de ferramentas confiáveis, por fim, é possível analisar quanto tempo do profissional é empregado em cada atividade e os valores fixos mensais para a manutenção do escritório.

Para fazer o download gratuito desse material exclusivo, basta clicar AQUI.

Quer ficar por dentro das novidades sobre gestão de escritório de advocacia? Faça seu cadastro e receba os materiais exclusivos do SAJ ADV em seu e-mail.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *