Como o inbound marketing pode ser aplicado à advocacia?

Tempo de leitura: 6 minutos

Inbound marketing é uma nova estratégia de marketing digital jurídico que faz a gestão do ciclo de vida do cliente, da fase ATRAIR até a fase de RECONQUISTA de um ex-cliente. É um conjunto de ações focadas em despertar o interesse espontâneo do cliente em seu negócio, em vez de empurrar-lhe propagandas e anúncios invasivos. Mais especificamente, essa estratégia consiste em compartilhar conteúdos interessantes, que possuam grande valor informativo para seus potenciais clientes. Desse modo, espera-se conquistar a permissão para um relacionamento mais próximo, que poderá resultar no fechamento de novos negócios.

inbound marketing jurídico

Mas, afinal, como o inbound marketing pode ser aplicado aos escritórios de advocacia? Acompanhe as próximas informações e descubra:

Etapa 1: Atração

O Código de Ética da OAB restringe táticas publicitárias intrusivas, por isso, o inbound marketing pode ser a solução para captar clientes sem infringir as regras da Ordem. Por meio de artigos, vídeos, infográficos e e-books relevantes, é possível atrair pessoas que já estão previamente interessadas em seus serviços.

Uma excelente ideia é publicar conteúdos jurídicos com temas aplicáveis ao cotidiano das pessoas e empresas, tais como: ações trabalhistas, previdência, pagamento de pensão, assédio moral, prevenção de conflitos e informações para a melhoria da tomada de decisões, entre outros assuntos relacionados à sua especialidade jurídica.

Mas atenção: não basta publicar artigos e esperar que eles atraiam leitores. É necessário utilizar técnicas de SEO em seu site para que seus conteúdos sejam facilmente encontrados através do Google e outros sites de pesquisa.

Etapa 2: Conversão

Depois de atrair potenciais clientes, é necessário estimulá-los a fazer um cadastro para receber seus próximos conteúdos. É nesse momento que o seu leitor se converterá em lead ativo, isto é, um contato que deseja manter uma relação mais próxima com o seu escritório.

É pertinente ressaltar que tais cadastros precisam fazer parte de uma base segmentada de leads, com a qual você descobrirá os problemas e interesses jurídicos de cada contato. Desse modo, será possível planejar conteúdos personalizados de acordo com os diferentes perfis de clientes.

Etapa 3: Comunicação bem-direcionada

Depois da segunda etapa, você já terá as informações necessárias para direcionar conteúdos individuais a cada lead.

Por exemplo, se um de seus contatos cadastrados se interessa por questões relacionadas ao Direito Trabalhista, é importante que ele receba mais conteúdos sobre esse tema. Assim, o ideal é investir em emails personalizados que possuam chamadas para artigos específicos e estimulem seus leads a saber mais sobre o seus serviços.

Etapa 4: Fechamento de contrato

Após o ciclo de comunicação personalizada, alguns leads poderão demonstrar interesse em contratar seus serviços de advocacia. Nessa etapa, você deverá apresentar os diferenciais do seu escritório e convidar o cliente para uma consulta, permitindo que ele esclareça dúvidas e conheça as possibilidades contratuais mais adequadas às suas necessidades.

Agora que você já sabe como o inbound marketing pode ser aplicado ao universo jurídico, que tal começar sua estratégia com o suporte da In Company? Somos especializados em desenvolver projetos de marketing jurídico que incluem planejamento de conteúdo e ações de engajamento, fortalecimento e fidelização de clientes. Atendemos escritórios de advocacia de todos os tamanhos e em todo o Brasil. Se desejar solicitar um orçamento sem compromisso entre em contato conosco!

Conheça todas as ações de marketing jurídico no site: www.incompanypr.com.br.

[Ebook] Marketing digital na área jurídica

Como usar técnicas de marketing digital para aquisição de clientes

Uma das principais dúvidas dos advogados que decidem abrir o próprio escritório é “Como captar clientes?”. Os advogados, diferentes dos outros profissionais como médicos, dentistas e arquitetos, têm a publicidade da oferta dos seus serviços limitada pelo Código de Ética da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB).

Você também deveria ler:  Marketing Jurídico - Com o que realmente o advogado deve se preocupar?

Entre as restrições impostas podemos citar a divulgação em rádio, televisão, outdoors, muros e veículos. Por outro lado, a publicidade na internet está permitida com foco em conteúdo e relacionamento. Essas ações são justamente a base do Marketing Jurídico que permite que os advogados promovam seus serviços sem infringir o código de ética da profissão. Neste white paper traremos algumas ideias de como o Marketing Digital pode ser utilizado para captar novos clientes para o escritório de advocacia. Confira abaixo:

Escolher uma área de atuação

É comum que o recém-formado atue em diferentes áreas depois que consegue passar no exame da OAB, mas quando o advogado foca em áreas de atuação específicas isso faz com que ele se torne referência. No blog do SAJ ADV – Software Jurídico, frequentemente falamos sobre os ramos do direito em ascensão no Brasil, para auxiliar os advogados iniciantes que ainda estão em dúvida sobre qual área seguir. Aqui mostramos quais ramos estão ganhando destaque no mercado brasileiro. Neste outro falamos sobre áreas promissoras para escritórios de nicho. A sugestão é que o profissional identifique uma área do mercado que esteja precisando de apoio jurídico, se especialize no atendimento desse público e trace um plano de marketing para promover seus serviços.

Além disso, é importante ressaltar que várias empresas estão reduzindo seus orçamentos diante da instabilidade econômica do país, portanto, os escritórios precisam se reinventar e criar estratégias inovadoras para se tornarem mais eficientes e atender melhor seus clientes. Neste post, apontamos quais são os principais desafios dos escritórios de advocacia modernos e o que as bancas já estabelecidas têm feito para continuar se destacando no mercado.

Definir o público-alvo

Definir o público-alvo é uma das etapas mais importantes do planejamento de um negócio, pois é por meio dessa determinação que o gestor pode identificar quais segmentos oferecem mais oportunidades e também entender as necessidades básicas dos clientes.

A segmentação desse grupo de pessoas leva em consideração questões como idade, sexo, renda, escolaridade, hábitos, estilo de vida e aspectos geográficos. Se o foco do seu escritório é prestar assistências jurídica para empresas, por exemplo, o local escolhido para o funcionamento do escritório de advocacia deve ficar próximo a complexos tecnológicos ou empresariais. Quando o público-alvo é bem definido ele serve como suporte para criar estratégias de Marketing Digital, seja na produção de conteúdo para redes sociais,

Para fazer o download gratuito do material, basta clicar AQUI.

Quer ficar por dentro das novidades sobre Inbound Marketing Jurídico? Faça seu cadastro abaixo e receba os materiais exclusivos do SAJ ADV diretamente em seu e-mail.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *