Planilha de Indicadores de Desempenho para a gestão na advocacia

Saiba definir KPIs e avalie exatamente o progresso de seus projetos

Como advogado empreendedor, certamente você não vê o crescimento com um acaso. Para construí-lo você precisa passar por vários estágios de progresso. Nessa trajetória, é comum sentir a sensação de que pode melhorar em sua performance, seja para atender melhor os seus clientes, utilizar melhor os seus recursos ou, ainda, ajustar falhas operacionais. Esse senso crítico, por assim dizer, é saudável – e certamente levará o escritório de advocacia à excelência operacional. Mas, para que suas ações sejam também certeiras, você precisa de indicadores de desempenho para avaliar suas metas.

Indicadores de desempenho são índices que controlam e monitoram a progressão da organização em determinado objetivo. Eles aportam informações direcionadas e objetivas sobre os resultados de projetos e ações de melhoria, contribuindo para a tomada de novas decisões.

Se o conceito está claro, a dúvida logo vem à tona: como trabalhar com indicadores de desempenho?

Neste artigo, vou indicar cinco passos para você trabalhar com indicadores dentro do escritório de advocacia. Para praticar, também vou deixar para você baixar uma planilha de indicadores de desempenho, que você poderá acessar gratuitamente.

1. Tenha objetivos relevantes por área

Se você já tem uma visão de onde quer chegar, precisa definir como vai conduzir o escritório até lá.

Elenque prioridades e projetos que geram mais valor para os pontos interessados, pois não é possível fazer tudo de uma vez, nem começar de um estágio avançado de evolução. Vale atacar poucos objetivos de cada vez. Foco e esforço direcionado geralmente produzem mais resultados que várias ações pulverizadas.



Mais do que isso, projetos precisam conversar diretamente com a estratégia do escritório, para que não sejam, por assim dizer, um esforço extra sem sentido para a equipe. Aliás, o time precisa entender exatamente por que e para onde aquelas ações vão conduzi-lo. Do contrário, os objetivos não produzirão a motivação e o engajamento necessários.

Mas objetivos têm que se transformar em resultados reais. Você pode definir resultados-chave para um objetivo por área – como financeiro, marketing, clientes -, mas também é possível criar outros critérios, como estratégia, operações etc. Objetivos traçados, você tem condições de definir os indicadores de desempenho.

planilha de indicadores de desempenho

2. Identifique que indicadores de desempenho se relacionam a seus objetivos

Quem tem objetivo, busca gerar resultados. Por isso, um objetivo de desdobra em inúmeras ações que vão conduzir o negócio à sua meta. Aqui, vale escolher indicadores-chave essenciais para o escritório de advocacia. Por exemplo, para o objetivo de aumentar a produtividade, você pode definir como indicador implementar um software jurídico como o SAJ ADV.

Ou então, se um dos seus objetivos é ampliar a lucratividade, seus resultados-chave podem ser ampliar o número de clientes em x porcento ou reduzir os custos operacionais do escritório em x porcento. E, para realizar tais objetivos, criar projetos estratégicos que vão ser derivados para as equipes.

Saiba, no entanto, que nem tudo você vai conseguir acompanhar. Até porque o trabalho de avaliação de indicadores de desempenho não pode gerar uma perda de tempo substancial para a equipe. Afinal, entre agir e mensurar por mensurar, ainda mais vale agir.

Se você tiver dados mas não tiver braço para executar, a avaliação é mais motivo de frustração do que de oportunidade de melhoria. Falando nisso, quem deve acompanhar os indicadores de desempenho?

3. Defina um dono do indicador de desempenho

A avaliação de indicadores de desempenho em objetivos é um processo como todos os outros. Por isso, precisa ter um responsável, bem como as ferramentas necessárias para ser executada. Do contrário, poderá não ser feita sistematicamente.

Portanto, defina prazos, crie relatórios gerenciais e apresente os resultados para a banca. A prestação de contas de maneira transparente agencia os demais colaboradores.

Outro ponto relevante para trabalhar com KPIs é usar os dados oriundos das análises de desempenho para realinhar os objetivos.

4. Realinhe seus objetivos em termos de seus indicadores de desempenho

Se você teve todo o trabalho de, além de executar seus planos de ação, montar um processo de avaliação de indicadores de desempenho, agora aproveite para usá-los em sua tomada de decisão. Se tais dados sobre o seu desempenho não ensejarem novas ações, pouco vão ajudar em seu crescimento.

Com os dados em mãos, a banca poderá, com base nas análises, reavaliar planos já traçados e, se necessário, geri-los.

Baixe uma planilha de indicadores de desempenho para o escritório gratuitamente

Agora que você já sabe o que precisa para começar a trabalhar com indicadores de desempenho, é hora de colocar a mão na massa.

Para isso, nós criamos uma planilha em que você consegue centralizar o acompanhamento mensal dos que considera mais relevantes, identificando seus resultados parciais, ou seja, quão perto – ou distante – está de seu objetivo. Acesse a planilha e aproveite!

Para mensurar com ainda mais precisão, veja também como um software para advogados ajuda na gestão de resultados-chave.

Quer ficar por dentro de tudo sobre relatórios gerenciais? Faça seu cadastro e receba os materiais do SAJ ADV em seu email.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *