Lawtech Conference: o que rolou na edição 2019, promovida pela StartSe

Tempo de leitura: 9 minutos

Lawtech Conference, evento sobre tecnologia e Direito da StartSe e o que há de novidade no mercado jurídico

A tecnologia veio com tudo para facilitar a vida dos advogados. E cada vez mais surgem, assim, ferramentas à disposição dos profissionais do Direito. No dia 23 de maio de 2019, então, aconteceu a Lawtech Conference, evento sobre tecnologia e Direito organizado pela StartSe. E como redatora do SAJ ADV – Software Jurídico, fui conferir o que havia de novidade no mundo das Lawtechs e Legaltechs. Afinal, na era da tecnologia, cada pequena mudança pode representar uma revolução. E no universo da advocacia, isto pode significar cada vez mais benefícios para os advogados.

A StartSe é uma empresa que interliga inovação e empreendedorismo. E provê, assim, tecnologias e serviços para informar, educar e conectar as pessoas. Com o evento da Lawtech Conference, então, tentou trazer aos profissionais do Direito, um pouco do que está sendo discutido sobre as tecnologias jurídicas, além de oferecer a oportunidade para que eles conhecessem algumas ferramentas.

Antes de explicar um pouco do evento, contudo, talvez seja necessário ambientar aqueles que ainda não conhecem os termos. Lawtech ou legaltech. E não se preocupem. Provavelmente muitos sequer ouviram sobre isso nas faculdades de Direito, pois apenas nos últimos anos esses conceitos têm se difundido. Este é o momento certo para entender mais sobre o tema e ver as inovações na advocacia.

lawtech conference 2019

O que é Lawtech e por que ela está revolucionando a advocacia?

Os termos Lawtech ou Legaltech, já bastante comuns fora do brasil, derivam dos termos Law (“lei”) ou Legal (“legal” ou “jurídico”) e tech (de technology, “tecnologia”). Lawtech e Legaltech, portanto, são tecnologias jurídicas. Enquadra-se, assim, na categoria, um software de gestão de escritórios, como o SAJ ADV, ou mesmo ferramentas de jurimetria e peticionamento como o Convex e o Peticiona Mais.

O que ficou evidente na Lawtech Conference, então, foi o quanto as Lawtechs já estão presentes no mundo do Direito. E, claro, o quanto podem oferecer aos advogados. Ao entrar na feira, vários estandes se apresentavam, com os mais diversos objetivos. Já imaginaram um aplicativo, como o LinkedIn, mas especialmente voltado para conectar advogados? É interessante pensar o quanto isto pode ser benéfico para a contratação de um advogado correspondente, por exemplo. .Ou um aplicativo semelhante ao Uber que conecte clientes e advogados pela localidade? O quanto isto não pode aumentar as chances de um jovem advogado conquistar clientes?



Embora ainda não sejam abertamente abordadas nas faculdades, é inegável que o Direito já está inserido no mundo da tecnologia. E apesar do receio que essa aproximação gera – talvez um receia de perda de controle sobre a sua atividade – a Lawtech Conference mostrou que é justamente o contrário. Diversas oportunidades se apresentam na vida, assim como se apresentavam na feira. Mas quem está no comando, continua sendo o advogado. A tecnologia, como tudo, possui prós e contras, mas é possível ou benéfico rumar contra o fluxo? E o que se pode ganhar aproveitando as vantagens que ela oferece?

Palestras sobre tecnologias jurídicas

As palestras da Lawtech Conference focaram bastante no uso da inteligência artificial e nos métodos de resolução alternativa de conflitos amparados pelo uso de dados. E em como os advogados podem, enfim, tomar a liderança no movimento de inovação.

Inteligência artificial na Lawtech Conference

Sobre a inteligência artificial, concordei com os discursos honestos dos palestrantes. Historicamente, é um tema que entra e sai de moda. Mas sempre causa um movimento da sociedade, entre o receio (vide filmes como “Eu, Robô”) e a ansiedade. Por um lado, é uma promessa de benefícios. Por outro, é um risco colocar uma responsabilidade tão grande nas mãos de máquinas.

A verdade, contudo, é que ela já está presente na maior parte dos setores da sociedade desde a segunda metade do século XX, seja na medicina, na engenharia ou no Direito. E não significa a perda de controle, mas uma mudança na forma de controle. A inteligência artificial se alimenta de dados introduzidos por seres humanos. E as consequências do uso desses dados quem define são os próprios controladores. Ou seja, advogados não vão perder seus postos para as máquinas. Precisarão – e já precisam -, todavia, aprender a utilizá-las.

Métodos de resolução alternativa de conflitos na Lawtech Conference

No que concerne aos métodos de resolução alternativa de conflitos, por sua vez, os dados ajudam em muito os profissionais. Basta um rápido exercício: pense em todos os processos que exigiram um esforço enorme, mas não tiveram o resultado esperado. E se esses problemas pudessem ter sido evitados ou resolvidos de forma consensual?

A tecnologia permite a simplificação dos processos e, assim, a eliminação de atividades operacionais. Isto permite, então, o foco em estratégias processuais. Além disso, a análise preditiva permite, por exemplo, a prevenção de conflitos. Desse modo, sabe-se quais as possibilidades de uma demanda ser iniciada ou as vantagens de se prosseguir com ela.

Networking para advogados na Lawtech Conference

Com um ambiente descontraído, a Lawtech Conference também promovia o networking entre advogados. E o blog do SAJ ADV já abordou algumas vezes o quanto isto é importante na era da Advocacia 4.0. Circulando pela feira, vi espaços de interação que fomentavam, então, essa integração. Advogados de diferentes áreas podiam, assim, conversar sobre um tema em comum: o interesse sobre como facilitar a sua rotina com as tecnologias ali.

Ao final, um happy hour permitia maiores momentos de descontração. Afinal, todos são humanos. E não é porque se está numa feira da área jurídico que tudo precisa ser extremamente formal. Uma das características da advocacia contemporânea é justamente a quebra do perfil clássico do advogado. Advogados e advogadas podem está num momento mais informal e conversar sobre temas jurídicos – ou não. E é importante que os eventos para advogados acompanhem esse novo perfil da advocacia.

Eventos para advogados no Brasil

Ao fim da Lawtech Conferece, saí com uma certeza. Não apenas as Lawtechs estão revolucionando a advocacia, como são a grande aposta do mercado jurídico. Profissionais estão deixando a área da advocacia clássica, para se especializar em como aplicar esses conhecimento no desenvolvimento de novas tecnologias. E junto a isso, cresce também o número de eventos sobre o tema.

Talvez justamente porque o ensino nas faculdades ainda seja pouco, estes eventos são extremamente importantes. É uma forma de ver os próprios profissionais de Direito trazendo suas experiências, mas também o que pode ser feito de novo. O que mais escutei dos palestrantes da Lawtech Conference foi o quanto advogados fazem trabalho da máquinas, quando deveriam focar na produção jurídica. E esses eventos são essenciais para a mudança de uma cultura jurídica.

Infelizmente, ainda é comum a resistência à inserção da tecnologia no Direito. E, claro, é preciso pensar nos riscos que isto pode gerar. Mas o que não causa riscos? A própria atividade humana é uma incerteza. Então, conhecer mais desse universo e ferramentas seguras para aplicar na advocacia é um meio mais eficaz de se introduzir na nova era do Direito.

Portanto, vale a pena conhecer conferir alguns eventos para advogados no Brasil.

Lawtech Floripa

Em 2018, aconteceu em Florianópolis o Lawtech Floripa Hackathon, uma maratona de desenvolvimento de software que busca criar novas soluções para os problemas do meio jurídico. Realizado pela Comunidade Empreendedora SC – organização sem fins lucrativos, a iniciativa foi apoiada pela Comissão de Direito em Startups, Comissão de Direito Digital e Comissão de Inclusão Digital e Acadêmicos do Direito, todas da OAB/SC. E contou, também, com parceria do Tribunal de Justiça de Santa Catarina – TJSC, do SEBRAE/SC, da ACATE (Associação Catarinense de Tecnologia) e da AB2L (Associação Brasileira de Lawtechs e Legaltechs).

ADV Conference

E não podia faltar, claro, a menção ao ADV Conference, evento realizado pelo SAJ ADV – software jurídico. E conta também com a assinatura da Softplan, referência em inovação para a Justiça brasileira e empresa líder na América Latina em transformação digital, analytics e inteligência artificial para o ecossistema jurídico.

A ideia do evento é proporcionar aos advogados uma nova visão da advocacia. Na advocacia 4.0 a visão do mercado se inova, e o escritório passa ser visto como um negócio auxiliado pela tecnologia. Assim, busca auxiliar os profissionais nessa reinvenção.

A primeira edição do evento aconteceu em 2018 e contou com um dia cheio de palestras sobre advocacia, tecnologia e gestão. E em 2019, a segunda edição do ADV Conference promete ainda mais. Agora serão 2 dias de imersão no universo jurídico, falando sobre inovação, tecnologia, gestão, crescimento na carreira e, por óbvio, Direito. Além disso, contará com uma feira de negócios como a Lawtech Conference e espaço reservado para o networking jurídico.

O ADV Conference será realizado nos dias 15 e 16 de agosto e já conta com nomes de destaque como palestrantes. É uma oportunidade de ter, assim, o dobro de conhecimento.

Quer ficar por dentro de tudo sobre Eventos para Advogados? Faça abaixo seu cadastro e receba os materiais do SAJ ADV em seu email.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *