Manual do advogado: como ter uma boa reputação na advocacia?

Não é nada atraente e motivo de orgulho quando notícias se espalham sobre algum advogado que falhou com seu cliente roubando-o, sendo indiscreto com sua privacidade ou se portando de formas pouco confiáveis.

Isso traz má reputação não apenas para o agente da ação, mas também para toda a classe que acaba por ter o nome manchado com informações como essas circulando por aí. As pessoas não podem perder a credibilidade em seus advogados e, por isso, é preciso agir de forma inócua o tempo todo para não despertar nenhuma descrença no trabalho que é realizado.

Para que isso aconteça, listamos aqui ações e posturas que um advogado deve procurar manter ao máximo durante seu trabalho. Não são imposições, são apenas recomendações que provaram emitir resultados eficientes quando o que está em jogo é manter a confiança do cliente. Acompanhe a leitura e inspire-se a obter mais sucesso na conquista de novas contas!

Tenha uma boa reputação digital

Não se engane ignorando este tipo de exposição. No mundo digital, cada dia mais tudo está visivelmente disponível para todos por meio da internet. Entenda que as pessoas andam conectadas o tempo todo e, além disso, milhares de informações bombardeiam suas telas constantemente.

Como isso poderia afetar a reputação de um advogado? Simples e fatalmente. Com uma simples busca no Google pelo nome do profissional ou do escritório onde ele trabalha, é suficiente para extrair inúmeras avaliações e, hoje em dia, elas podem nem sempre ser positivas. Qualquer futuro cliente poderá fazer uma simples avaliação desta antes de iniciar uma consulta e, por isso, a reputação deste escritório ou pessoa deve estar ilibada.

Seja habilidoso na comunicação

Neste tópico não estamos falando do poder da oratória. Não que isso não seja importante. Realmente é. Porém, a habilidade na comunicação com clientes que estamos frisando está no trato com cada um deles.



Meias palavras e falta de explicação para alguém que está ansioso e preocupado com seu processo, não ajuda muito nessa hora. Saber ouvir e dar a devida atenção ao que seu cliente diz faz parte de uma comunicação leve e fluída para ambos.

Tente ao máximo explicar os motivos de certas situações e acontecimentos, inspire confiança e mostre ao contratante que você está tão interessado no sucesso da demanda quanto ele. Seu cliente notará sua consideração ao caso não como mais um, mas como especial. E todos nós queremos ser tratados de forma especial, certo?

manual do advogado

Fique atento às redes sociais

Redes sociais são pontos centrais para estabelecer uma imagem boa ou ruim de qualquer pessoa. Neste ponto, o advogado precisa estar atento ao que posta e compartilha. Sabemos que as mídias que comportam atividades pessoais do advogado são particulares e ele possui liberdade para partilhar opiniões, crenças e assuntos do seu interesse.

Porém, sendo de acesso público, é preciso cautela nas manifestações que podem, muitas vezes, serem mal interpretadas. Deixar perfis pessoais bloqueados ajuda a garantir certa privacidade no momento em que algum cliente ou prospect começa a buscar pelo nome do profissional nas redes sociais.

Sem exageros em eventos de networking

Em eventos promovidos pelo escritório ou quando se é chamado para qualquer outro evento que não tenha ligação com o trabalho, a postura de um advogado é sempre observada. Sabemos que isso pode parecer meio perseguidor ou cruel, mas é necessário que se entenda que a imagem do advogado é a imagem do equilíbrio, da honra e sensatez.

Por isso, mesmo em meio a festas e outros eventos de networking para advogados, mantenha sempre uma boa postura, transparecendo o valor que você dá para sua imagem pública e quão sólida é a sua posição em meio às outras pessoas, não deixando, é claro, de agir com simpatia e atenção aos colegas.

Advogado, cuidado com a autopromoção!

De acordo com várias determinações do Código de Ética da OAB, falar dos casos já resolvidos, mesmo que sejam clientes satisfeitos não é prudente e nem ético em meio a outras pessoas. Sim, é importante que eles saibam o bom profissional que é, porém, não é contando a todos desta maneira que você conseguirá projetar uma boa imagem ao seu redor.

Haja totalmente dentro das normas para que clientes e colegas profissionais saibam que além de competente no trabalho, você não usa de nenhum meio ilegal para captação de clientes. Isso falará mais do que um discurso do que fez ou não fez como advogado.

Sabemos que no ramo da advocacia a imagem é tudo, e alguns deslizes podem significar a perda de clientes e a contribuição para uma má reputação. Talvez pareça penoso ter tomar todos estes cuidados, mas saiba que tudo isso faz parte da honra em estar nesta profissão. Já dizia a frase “ao que muito é dado, muito é cobrado” por isso, agir de maneira mais sóbria e coerente é uma forma de valorizar esta linda profissão.

Quer ficar por dentro das novidades sobre gestão de escritório de advocacia? Faça abaixo seu cadastro e receba os materiais exclusivos do SAJ ADV diretamente em seu e-mail.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *