Marketing Jurídico: como equilibrá-lo com a pesada rotina na advocacia

Tempo de leitura: 4 minutos

Você consegue responder a essas perguntas: quem são os gestores do escritório? Qual o papel de cada advogado ou colaborador? A gestão do escritório de advocacia já está distribuída em setores? Quando pensamos em grandes empresas, conseguimos indicar vários departamentos, como o financeiro, o comercial, o de recursos humanos, o de comunicação, entre outros. Cada área funciona como uma engrenagem e juntas garantem a lucratividade de uma organização. Mas, quando o assunto são os pequenos e médios escritórios onde existem profissionais atuando em mais de uma área, o compartilhamento de atividades e a delegação de tarefas é algo essencial. Diante desse cenário, como é possível equilibrar o marketing jurídico com a rotina do escritório?

É impossível pensar em marketing jurídico sem destacar o limite de publicidade imposto pelo Código de ética da OAB. Embora restrinja a atuação do escritório em termos de comunicação, o código, ainda assim, permite utilizar técnicas de marketing para divulgar a atuação do escritório e a capacidade e conhecimento de seus membros. Outro ponto importante é que a estratégia deve estar alinhada ao planejamento estratégico do escritório. Afinal, é preciso ter uma visão de futuro bem definida e conhecer o mercado de atuação para criar um plano de comunicação que vise o aumento da carteira de clientes e a lucratividade da banca.

Confira abaixo 3 dicas para inserir o marketing jurídico na rotina do escritório

Crie um plano de negócio

Um plano de negócio não é um documento simples de ser construído. Exige definição de metas, estudo de mercado e análise de concorrentes. Os principais itens de um plano de negócio são: áreas de atuação, principais serviços, investimento, faturamento mensal, prazo de retorno do capital investido e planejamento de marketing. Quanto mais organizado e mais clara for sua linguagem, maiores são os resultados. Além disso, não se trata de um documento rígido e, portanto, precisa ser constantemente revisado e atualizado.É importante que o marketing jurídico esteja bem alinhado ao objetivo do escritório: como a banca se imagina no futuro? O objetivo é aumentar a carteira? Qual a meta para o faturamento? Todos esses aspectos precisam estar bem definidos no documento.

Defina os canais de comunicação e delegue funções

É importante criar presença digital por meio do marketing jurídico. Nesse ponto, é necessário destacar que o site do seu escritório não deve ser apenas uma versão digital do cartão de visitas. Invista na produção de textos relevantes para o seu público e em um layout atrativo para manter a atenção do visitante. É claro que essas estratégias só darão certo  se o escritório contar com um perfil ideal de cliente bem definido. Aqui é possível encontrar um curso completo de marketing de conteúdo para advogados, que orientará o seu escritório a criar um planejamento, definir o público-alvo e produzir material de qualidade para ampliar sua carteira de clientes.

Além disso, é preciso delegar tarefas aos colaboradores do escritório. Quem será o responsável pelas redes sociais? Pela redação dos posts? E pela revisão e publicação? A construção do conteúdo será colaborativa? Com  o compartilhamento de atividades é muito mais fácil colocar as ações em prática. Mas ainda assim, é necessário atribuir a algum colaborador a responsabilidade pela gestão das publicações.



Defina uma linguagem para as redes sociais

Marketing jurídico é basicamente relacionamento, embora também utilize elementos e ferramentas de comunicação. Então, se o escritório abriu mais de um canal de comunicação, eles precisam ser constantemente atualizados. Responda a todos os contatos, seja nas redes sociais ou nos comentários do site. Mas como isso é possível diante da rotina movimentada dos advogados? A melhor alternativa é ter uma pessoa do escritório responsável por acompanhar e responder às interações. Outra possibilidade é  criar mensagens instantâneas na página do Facebook que serão enviadas sempre que alguém entrar em contato. Para isso , clique em configurações e no menu à esquerda selecione a aba mensagens. Em seguida, ative a função “Envie respostas instantâneas para qualquer pessoa que enviar uma mensagem para a sua página”. Configure o texto e não esqueça de retornar assim que possível.

marketing jurídico

Outro ponto importante é definir uma linguagem para falar com o público: a comunicação terá um tom mais formal? Será mais coloquial e próxima da linguagem do cliente potencial? Seja qual for a linguagem escolhida, é necessário comunicar a decisão para todos os colaboradores do escritório. Assim, quando o responsável pelas redes sociais estiver em reuniões, audiências ou sem internet, outro membro da equipe saberá em que tom responder.

Agora que você conhece nossas dicas para inserir o marketing jurídico na rotina do seu escritório de advocacia, clique aqui e faça o download do white paper: Como captar clientes utilizando o poder da internet.

Quer ficar por dentro de todas as novidades sobre marketing jurídico? Faça seu cadastro no SAJ ADV e receba nossos materiais exclusivos diretamente em seu email.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *