O papel do pensamento criativo na gestão de escritório de advocacia

Pensamento criativo é uma forma de interpretação e visão inovadora. Pensamento criativo na advocacia, portanto, é a visão através da qual se insere na prática da advocacia e na rotina dos advogados e advogadas técnicas e atividades novas para a profissão

Pensamento criativo na gestão de escritório de advocacia

A advocacia é reconhecida como uma profissão que exige dinamismo, organização e estudo contínuo. Além disso, exige atributos essenciais para prestar o serviço jurídico com excelência. Por isso, é importante que os escritórios disponham de uma gestão de escritório de advocacia eficaz. Dessa forma, os profissionais podem conseguir inovar e ir além da performance técnica para garantir a qualidade dos serviços prestados. No entanto, a advocacia ainda é vislumbrada por muitos sob uma perspectiva conservadora. E isto acaba impactando a qualidade de vida dos profissionais. Por essa razão, é importante que se converse acerca dos benefícios do pensamento criativo na advocacia.

O advogado é responsável por acompanhar os processos, saber em qual instância cada um deles está sendo analisado e também manter seu cliente constantemente informado. Além disso, deve estar sempre atualizado sobre as novas tendências no seu ramo de atuação e no mercado jurídico como um todo.

Assim, quando o escritório não oferece ferramentas capazes de automatizar os procedimentos de rotina, a exemplo de um software jurídico, muitas vezes os profissionais não conseguem dar conta de todas essas tarefas e gerenciar o tempo para garantir mais produtividade. Isso pode contribuir para que muitos profissionais continuem atuando sob pressão e tensão. E estimular o pensamento criativo é uma forma de combater esse problema.

Necessidade de adaptação da advocacia

Os números de burn-out na advocacia são alarmantes. A síndrome foi enquadrada pela OMS como uma das doenças decorrentes do emprego. E o fato de que ela é verificada em muito profissionais do Direito assusta. Afinal, não são apenas prazos que pressionam os advogados, mas também a necessidade de se consolidar e crescer em um mercado que aumenta a cada ano. Junto a isso, vem, então, a necessidade de administrar adequadamente um escritório, algo para o que muitos não foram preparados. E dessa maneira, encaram um universo desconhecido, sem saber por onde começar ou seguir.

Nos EUA, há uma preocupação constante com as significativas taxas de suicídio, de alcoolismo, de consumo de drogas e de depressão entre os advogados, segundo João Ozorio de Melo, correspondente da revista Consultor Jurídico nos Estados Unidos. Ele relata que isso gerou uma nova necessidade que está se tornando popular entre os advogados: aprender a meditar. A iniciativa ajuda a manter a saúde mental, controlar o estresse, reduzir a pressão arterial, viver uma vida mais saudável e, consequentemente, responder mais apropriadamente a situações difíceis.

Não seria, então, uma forma de promover uma cultura jurídica diferente através de um pensamento criativo? A inovação pode ser, dessa forma, a chave para encontrar uma advocacia que integre gestão e produção com qualidade de vida.



Incentive o pensamento criativo na gestão de escritório de advocacia

Para incentivar o pensamento criativo na gestão de escritório de advocacia, é importante avaliar o grau de satisfação dos colaboradores. Isto é fundamental para que os níveis de motivação e de produtividade de qualquer negócio estejam sempre em alta.

O método para essa avaliação pode ser feito por meio de um questionário que avalia diferentes questões do dia a dia da empresa. Além de promover feedbacks constantes com os colaboradores. Assim, o gestor poderá promover ações estratégicas que garantam uma melhoria nos principais pontos citados pelos colaboradores.

Pensamento criativo como solução na advocacia

Em entrevista, Simone Salomão, professora e coordenadora do curso de Administração Legal para Advogados da Fundação Getúlio Vargas, de São Paulo, revelou que a debandada de profissionais talentosos dos escritórios de advocacia apresenta motivos variados, como desgaste na convivência entre os colaboradores, alto nível de estresse, melhores remunerações em outras equipes, falta de autonomia para executar o trabalho e ausência de férias.

No livro “Felicidade dá lucro”, o presidente da Elektro, Márcio Fernandes, revela como funciona sua Filosofia Inovadora de Gestão, que valoriza as pessoas e torna os negócios mais sustentáveis. Ele trata sobre a importância de investir na qualidade do dia a dia de seus colaboradores para aumentar os lucros do negócio.

pensamento criativo na gestão de escritório de advocacia

Promova uma gestão de escritório de advocacia mais eficaz e humanizada

Nesse sentido, estimular o pensamento criativo dentro do escritório – e também na vida pessoal – significa encontrar soluções para problemas. E não é uma forma de fugir da visão negocial do escritório. Pelo contrário, sempre visa-se a otimização dos lucros ou do tempo. Por exemplo, quando um advogado se depara com um caso inteiramente novo e utiliza os seus conhecimentos e a sua experiência profissional para encontrar uma solução inédita ou inovadora, isso é ser criativo.

Incentivar que os profissionais busquem por conhecimento que vai além da área jurídica ou do ramo de atuação do escritório, promovendo uma gestão de escritório de advocacia mais eficaz e humanizada, pode ser essencial para reter os principais talentos do escritório. Com isso, a banca consegue garantir aos clientes a excelência dos serviços prestados e estimular o intraempreendedorismo junto aos colaboradores.

Diferencial estratégico no mercado jurídico

Ao incentivar o pensamento criativo na gestão de escritório de advocacia, é possível alcançar um diferencial estratégico, oferecendo mais do que o cliente espera, diferenciando-se dos concorrentes. Benefício mútuo, tanto para o escritório de advocacia quanto para os próprios profissionais.

É claro, inovar exige também um tempo. Por essa razão, integrar a tecnologia na gestão do escritório, como através de um software jurídico, é uma opção de investimento. Por exemplo, para aplicar o pensamento criativo em um processo, é necessário ter tempo para se dedicar a ele. É necessário tempo disponível para se debruçar sobre os casos e teses e encontrar algo antes não visto. E uma vez que se quebra com a roda do padrão, percebe-se que é possível ir além e descobrir mais sobre o próprio empreendimento.

Não se trata, portanto, apenas de mudar, mas de encontrar uma solução para um problema da contemporaneidade. E ao mesmo tempo em que se almeja a qualidade de vida e profissão, obtém-se outros reflexos. Enfim, pode ser essa a resposta para quem, também, deseja crescer e se diferenciar no mercado jurídico.

Quer ficar por dentro de todas as novidades sobre gestão de escritório de advocacia? Faça seu cadastro e receba os materiais exclusivos do SAJ ADV diretamente em seu email.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *