O que é preciso para manter a persistência e a resiliência na advocacia?

A persistência é a qualidade de quem não desiste fácil, resiliência a propriedade dos corpos que voltam à sua forma original, depois de terem sofrido deformação ou choque, ou, para a Psicologia e o Coaching, é a habilidade de se adaptar às intempéries, às alterações ou aos infortúnios.

A persistência e a resiliência fazem um bom profissional na advocacia

O ditado popular diz que a vida é uma escola, porque a gente aprende. Recentemente, contudo, cheguei à conclusão de que, na verdade, falam que a vida é uma escola porque é feita de testes e provas. Igualzinho ao tempo em que você era estudante, lembra? E não é muito diferente na advocacia.

Minha “prova” mais recente é uma reforma. Na verdade, a quinta reforma em minha casa. Tive a “sorte” (ou não, risos) de me casar com um engenheiro. Eu já tinha trabalhado durante alguns anos em uma consultoria de engenharia, antes da faculdade de Direito. Tinha jurado que nunca nem namoraria um engenheiro (pensa em pessoas difíceis de lidar, e eu era secretária de vários deles, e foi um grande ‘teste’, acredite).

Acabei, todavia, casando com um. Olha, então, o que o destino me aprontou. Enfim, o marido é um cara incrível e vive tentando melhorar a nossa casa, com ideias muito boas, de verdade!  Mas para as ideias dele se concretizarem, sempre tem uma reforma no meio. E nesses momentos também acontecem os meus desafios.

Hoje coincidiu de eu estar em ‘modo advogada home office’. Enquanto escrevo essas palavras, estou trancada no escritório home office. E ao final do corredor tem um pedreiro lixando e pintando paredes, ao som de musica sertaneja bem alta (ouvindo e cantando), e plásticos cheios de poeira por todos os lados. Outro pedreiro está destruindo alguma coisa a marretadas e fazendo barulho. Com certeza os vizinhos devem me adorar, não é mesmo? Nesse momento eu só torço para ser algo que não esteja fazendo muita sujeira, e já nem ligo mais, então, para o barulho.

persistência na advocacia

1. Os desafios e da advocacia surgirão a qualquer momento

Essa tem sido minha vida desde abril: sem quintal, sem garagem, sem sala de estar, móveis amontoados na sala de jantar, e caixas por todos os lados. Roupas secando em varais de chão nos quartos, eu acompanhando a previsão do tempo para saber exatamente o que usar, porque muitas vezes depois que saímos de casa, não podemos mais entrar. Muita organização de todas as tarefas domésticas, da família e da advocacia, para driblar a rotina e consequências da obra.

E por que estou falando de reforma com você, caro leitor? Porque tenho certeza que nesse exato momento, você está passando por um teste. Porque a vida é um conjunto de testes, como falei lá no começo. Como está a sua experiência com a advocacia, por exemplo? Nossa experiência humana é cheia de provas, para ver se somos capazes de seguir, apesar das adversidades, das situações desfavoráveis, e das infelicidades.



Todos nós passamos por infortúnios, em algum grau de complexidade. Sem exceção. Temos momentos incríveis, mágicos, de realização e de sucesso. Mas, via de regra, estes são precedidos pelos momentos difíceis.  Ou acontecem, independentes de outras situações. Como diz minha filha, de tanto me escutar falando: faz parte, né, mãe? Faz sim, parte da vida. 

2. Tenha persistência e resiliência na profissão

No entanto, se você tem essas duas qualidades, caro leitor, você poderá enfrentar todos os desafios que aparecerem no caminho: estamos falando de persistência e estamos falando de resiliência.

A persistência é a qualidade de quem não desiste fácil. Sabe aquela pessoa que age, se esforça, foca em seus objetivos, e não se abala facilmente com as criticas negativas? Consegue pensar em alguém assim na advocacia? Este é um individuo persistente.

Isso tudo está relacionado com continuar, seguir em frente, apesar do que está acontecendo ao redor. Não obstante as dificuldades, prosseguir trilhando o caminho, em busca daquela meta ou resultado. É algo duradouro, que não se interrompe, portanto, com o passar do tempo.

Ah, e a resiliência, palavra tão pouco conhecida e menos ainda praticada… no dicionário, ela é definida como a propriedade dos corpos que voltam à sua forma original, depois de terem sofrido deformação ou choque.

O significado da resiliência em áreas como Psicologia e Coaching, contudo, pode ser expresso como a habilidade de se adaptar às intempéries, às alterações ou aos infortúnios. É, assim, a disposição natural para se recuperar ou superar com facilidade os problemas que aparecem, inclusive na advocacia

3. Como vencer os problemas da advocacia

Os problemas existem, são reais. As dificuldades estão ao nosso redor, em todas as áreas possíveis. No caso da advocacia, por exemplo:

  • um jovem advogado pode ter dificuldade em prospectar seus primeiros clientes, em  organizar processos e fazer a gestão do escritório de advocacia diante da sua falta de experiência, ou ainda em escolher a sua área de atuação, pensando em concorrência de mercado e por falta de metas futuras bem estruturadas.
  • por sua vez, o advogado com alguns anos de carreira na advocacia pode enfrentar desafios para equilibrar a estrutura que possui, a rotina atribulada e conciliar isso, então, com sua vida pessoal, ou ainda estar em transição de área de atuação ou nicho, por exemplo.
  • o profissional mais maduro, por fim, com anos de experiência, pode ter percalços como as constantes mudanças de cenário frente às novas tecnologias, manutenção de uma estrutura de escritório mais robusta, e até mesmo a transição para seu momento de aposentadoria (eu quero parar? Eu consigo parar? eu quero somente desacelerar?).

Eu citei alguns poucos exemplos, mas poderia enumerar muitos outros. Para cada um deles, existe algo que possa ser feito ou pensado. Em todos eles, entretanto, haverá a necessidade de praticar a Persistência e a Resiliência. Ou seja, sempre continuar seguindo no objetivo escolhido, se recuperando rapidamente a cada adversidade que surge.

Basicamente, é como se você morasse no Japão e passasse por um terremoto. Quando vem o contratempo você chacoalha um pouco, segura as pontas, e depois que pára, confere se está tudo inteiro e continua na direção pretendida. Quanto mais habilidade você tiver nesses quesitos, mais rápido você se recompõe, encontra o caminho e segue até chegar onde deseja.

4. Dicas para exercer a advocacia de forma equilibrada

E vou deixar registradas, dessa maneira, algumas dicas extras de como vivenciar a advocacia sem sucumbir aos problemas:

  • persistência e resiliência estão diretamente relacionadas com seu corpo. Faça, portanto, atividades físicas e tenha uma alimentação saudável, para que haja equilíbrio corporal e também mental nesses cenários de adversidade. Quanto mais saudável você estiver, mais persistência e resiliência terá.
  • a meditação é uma grande aliada para diversos momentos, principalmente os mais desafiadores. A sua prática permite ao indivíduo acessar locais no cérebro que nenhuma outra atividade consegue, e aumenta exponencialmente a capacidade de centramento, mesmo quando tudo parece muito difícil. Existem muitos vídeos na internet que ensinam a meditar, caso você nunca tenha praticado, super recomendo!
  • buscar o próprio desenvolvimento pessoal, através de um processo de coaching ou de análise comportamental, com profissionais sérios e dedicados, como eu, dentre outros, ajuda muito a organizar todos os cenários citados ou mesmo desenvolver as competências de resiliência e persistência. Quando não se tem uma habilidade desenvolvida, é sinal de sabedoria e humildade perceber essa lacuna e procurar alguém capacitado que possa auxiliar no seu processo. Faça isso, se necessário.
  • independente do desafio ou adversidade atual, na família ou na advocacia, colocar foco no resultado desejado criará expectativas e ajudará muito a atravessar a fase mais difícil. É como se você estivesse dizendo para você mesmo: “vai valer a pena pois tudo vai dar certo e os benefícios serão maiores que a dor de cabeça”.  Esse tem sido meu mantra e já vejo o resultado final de toda essa bagunça atual.

5. Qual o seu maior desafio na advocacia?

Gosto de me referir a essas fases difíceis como “desafios”, porque eu sei que sou capaz de superá-los e aprender com eles também. Bom, o meu desafio atual é a reforma. Tenho usado toda a persistência e resiliência que possuo, sério!

Sou uma pessoa bastante organizada, então imagina o que se passa dentro de mim ao ver o caos ao redor… Aconteceu até de um dia eu ter um evento mais requintado, sair impecável em roupas finas, sapatos de salto em uma mão, ajudando duas filhas em seus lindos vestidos com a outra mão, e todas estarmos de galochas, andando em tabuas de madeira, porque havia barro em toda a garagem (tinham quebrado os pisos que serão substituídos).

Com toda a sujeira e barulho ao meu redor, minha recompensa será uma garagem mais funcional, um espaço exclusivo para as crianças brincarem e um escritório novo, muito maior, para eu me inspirar e produzir mais conteúdo para pessoas especiais… E você, qual o seu maior desafio do momento? O que você tem enfrentado na sua vida pessoal ou na advocacia? Que nota você daria para sua resiliência e persistência para enfrentar essa fase? Compartilhe conosco, e mostre que os desafios existem e podem ser superados!

Quer ficar por dentro de tudo sobre Carreira Jurídica? Faça abaixo seu cadastro e receba os materiais do SAJ ADV em seu email.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *