Planilha de planejamento e dicas para lucrar no recesso forense

Recesso forense é o período em que se suspende o curso dos prazos processuais, bem como a realização de audiências e sessões de julgamento, no Judiciário. Previsto no art. 220 do Novo CPC, o recesso forense ocorre anualmente, de 20 de dezembro a 20 de janeiro.

O que você precisa fazer antes e durante a suspensão dos prazos

Advogados são movidos a prazos processuais durante o ano inteiro. Isso, até o período que vai de 20 de dezembro a 20 de janeiro. Com o recesso forense, durante um mês inteiro, a maioria dos prazos judiciais são suspensos, e os processos a que se vinculam, paralisados.

Mesmo que ansiosamente esperado por uns e nem tanto por outros – afinal, o período é de baixa atividade -, sobre um ponto há concordância geral: o recesso levanta várias dúvidas nos advogados-gestores. Por exemplo, como se preparar até o dia 20 de dezembro? Como organizar a agenda de prazos, reuniões de final de ano?

Além disso, as dúvidas permeiam o próprio período de recesso forense, se o escritório não resolver fechar. Sabemos que questões que merecem assessoramento jurídico não são simplesmente suspensas nesse período. Mas, ainda assim, o ritmo é outro.

Então, como organizar as atividades dos dias de trabalho, após as datas festivas? Deixar o escritório com horário especial ou não? Deve haver um planejamento de atividades para esse período?

A resposta é sim. Por isso, neste artigo, vamos dar 5 dicas para se preparar para passar pelo recesso forense garantindo bons lucros. Além disso, ao final, você poderá acessar gratuitamente a planilha de planejamento para o recesso forense que preparamos aqui no SAJ ADV.

recesso forense

5 ações para se preparar para lucrar no recesso forense

1. Comunique o recesso forense a seus clientes

Dizem que o atendimento ao cliente vem sempre em primeiro lugar, e nas ações que vão preparar o escritório para o recesso forense não é diferente. A primeira tarefa a ser contemplada tem a ver com o relacionamento com os clientes.



Afinal, embora óbvio para advogados, já parou para pensar se seu cliente sabe dessa suspensão dos prazos do Judiciário? Talvez sim, talvez não. Por isso, melhor não pagar para ver e tocar no assunto em um momento oportuno.

Portanto, a primeira coisa a fazer para se preparar para o recesso forense é reservar um tempinho para já no começo de dezembro explicar para seus clientes como ficará a agenda de atendimentos do escritório e dos processos no fim do ano – além de, claro, aproveitar o ensejo para desejar boas festas.

Outro ponto: informe-os sobre como ficam os prazos processuais durante o recesso forense e que a pausa não vai afetar o andamento das ações em curso. Manter a comunicação em dia nesse período vai evitar dúvidas e incômodos.

2. Observe os prazos e gerencie tarefas e atendimentos

Outro ponto a observar são os prazos que vão estourar após 20 de janeiro. Vale deixar boa parte das demandas já preparadas antes do recesso forense, se você for fechar o escritório até meados de janeiro. Mas, se voltar logo na primeira semana de janeiro, então, você poderá cuidar deles nesse momento.

Essa organização é muito importante, sobretudo para não deixar acumular tantas responsabilidades decisivas para o retorno ao trabalho. Embora você acredite que voltará com tudo para suas atividades – afinal, está em ritmo acelerado no fim do ano -, a realidade da retomada é outra. Muitos profissionais esquecem que há um processo de readaptação e, enquanto ele não se completa, o ritmo é muito menos intenso. Mesmo após alguns dias de descanso o profissional passa por uma readaptação à rotina.

Portanto, vale organizar a agenda após o dia 20 de janeiro já antes de sair de férias ou deixar um tempo reservado para resolver as prioridades com calma quando voltar.

3. Coloque tudo em ordem no escritório

Se você já resolveu como vai gerenciar os prazos que estouram após 20 de janeiro, é o momento de olhar para dentro do escritório de advocacia. O recesso forense é uma oportunidade e tanto para cuidar da gestão do escritório de advocacia.

No fim de ano, normalmente reservamos um tempo para fazer um balanço do que foi realizado e do que ficou para trás. Além disso, é nesse momento que fazemos ainda aquela boa limpa no que foi acumulado ao longo dos últimos 12 meses.

No escritório, é a mesma coisa. Aproveite o momento de fechar os relatórios gerenciais e demais resoluções administrativas para levantar o que a banca realizou ao longo do ano. Certamente há vários motivos para olhar orgulhosamente para o caminho trilhado, tenha ele sido ou não atravessado por obstáculos difíceis de transpor. Apresente os resultados, as evoluções e as regressões para a equipe, fazendo um belo exercício de feedback para os advogados. Afinal, trata-se do fechamento de um ano inteiro de trabalho.

Depois, junto com a equipe, faça um boa limpa no escritório. Junte a papelada desnecessária, arquivos antigos de sua estação de trabalho, assim como de seu computador, materiais sem serventia e deixe o escritório nos trinques para o próximo ano. Nada como passar a limpo todo o trabalho e aparar as arestas.

4. Planeje-se para o próximo ano

Após o balanço do fim do ano, você verá que a equipe estará cheia de insights para o ano seguinte. Se é o momento de fazer o balanço e tirar da frente tudo o que não tem mais utilidade, o fim do ano também é ocasião para fazer planos para o futuro ano.

O que poderia ser diferente do que foi, o que deve ser fortalecido, que sonhos a sociedade quer realizar, que projetos estratégicos para o escritório quer tirar do papel? Tais perguntas costumam nos ocorrer em datas que separam o fechamento de um ciclo do início de outro.

Então, vale sentar com a sociedade para definir quais são os objetivos que serão focados no ano seguinte, planejamento de ações, prazos, resultados-chave etc. Por exemplo, a intenção é prospectar ativamente os clientes, desenhar uma estratégia de marketing jurídico ou ampliar a sociedade?

Além de ser um norte para a banca, será um incentivo para retornar ao ritmo de trabalho mais rapidamente após o recesso. Mas tem ainda uma coisa que fará você se preparar para lucrar no recesso forense. Segue abaixo!

5. Faça uma agenda de estudos

Além das merecidas férias, é o momento de aproveitar para estudar. Claro, não parar de estudar é condição de trabalho na advocacia. Até porque, como matéria prática, o Direito se modifica ao longo do tempo.

Nós sabemos, no entanto, quanto a falta de tempo é fator limitante neste quesito. Então, o recesso forense traz consigo o tempo que faltava para você se aprofundar em conteúdos que deixou para trás ao longo do ano.

Evidentemente, não precisa criar um cronograma de estudo para todo o período de suspensão dos prazos. Até porque há festas e, provavelmente, suas férias – e o descanso é tão necessário quanto o trabalho.

Tire ao menos uma semana para estudos. Selecione tópicos que gostaria de aprender ou se atualizar, leituras, filmes, enfim, tudo que somará para sua formação profissional. Uma curta incursão sobre temas das áreas do Direito já trará resultados para seu rendimento – e abrirá sua mente!

Uma planilha para você organizar todas as atividades

Todas essas atividades são importantes, cada uma à sua maneira, dentro do período que precede e durante o recesso forense. Mas se organizar para realizá-las pode ser desafiador, sobretudo no fim do ano, em que o acúmulo de atividades une-se ao cansaço do ano todo de trabalho e a todos os eventos da época.

Por isso, criamos aqui no SAJ ADV uma maneira simples e gratuita de você se organizar. Trata-se de uma planilha de planejamento para o recesso forense.

Nela, você inclui cada uma das atividades que vai realizar, os responsáveis por elas e – se for o caso – os clientes a que se referem. Depois, noutra aba, você as seleciona dentro de uma agenda, por nível de prioridade e, ainda, status.

E então? Quer ver? Baixe a planilha para lucrar na suspensão dos prazos do SAJ ADV. Além dela, deixamos vários artigos para ajudar o escritório de advocacia durante o recesso forense.

Quer saber tudo sobre recesso forense? Faça abaixo seu cadastro e receba os materiais exclusivos do SAJ ADV – Software Jurídico em seu e-mail.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *