Como montar um plano de negócio para escritório de advocacia

Tempo de leitura: 7 minutos

Muitos escritórios de advocacia não contam um planejamento concreto sobre o futuro da empresa e sequer possuem metas e objetivos. Justamente por isso, um plano de negócio para escritório de advocacia tem tanta importância. Ainda mais para escritórios que pretendem se transformar em um negócio sustentável e competitivo.

Essa ferramenta, que é amplamente utilizada por empreendedores, possibilita conhecer melhor o seu negócio, além de se planejar para o futuro. Através de um plano de negócio o advogado pode definir com clareza os objetivos e a missão do seu escritório, além de traçar um plano de ação para alcançá-los.

Para advogados que querem transformar seu escritório em uma empresa de sucesso, vale a pena conferir esse roteiro que elaboramos para um plano de negócio para escritório de advocacia!

plano de negócio para escritório de advocacia

Roteiro para elaborar um plano de negócio para escritório de advocacia

Existem diversas metodologias para a elaboração de um plano de negócios. Algumas são mais conservadoras e seguem um roteiro tradicional. Outras são mais alternativas e voltadas para empresas que atuam no campo da inovação.



Como os escritórios de advocacia são empresas que desenvolvem atividades em um mercado bastante consolidado e competitivo, uma das melhores alternativas para montar um plano de negócio para escritório de advocacia é trabalhar com um roteiro de perguntas.

Esse roteiro ajuda o advogado a delinear um panorama do seu escritório, para então se planejar para o futuro. Como muitos advogados não possuem conhecimentos sobre administração e de empresas e empreendedorismo, o roteiro é uma alternativa bastante prática para quem não sabe por onde começar!

Qual a missão do seu escritório?

Essa pergunta pode soar até um pouco filosófica para muitos sócios, entretanto, ela é fundamental para dar clareza ao advogado empreendedor. Saber quem você é como empresa é o primeiro passo rumo ao desenvolvimento. Por isso, é tão essencial definir qual a sua missão e seus valores.

Apenas para se ter uma ideia, compare a missão desses dois escritórios:

  • “Oferecer serviços jurídicos de qualidade na área trabalhista, para um público de baixo pode aquisitivo e com pouca orientação sobre seus direitos”.
  • “Oferecer serviços jurídico para o mercado das startups oferecendo um suporte jurídico completo desde a formação da empresa, até o seu funcionamento propriamente.”

Como é possível notar, prestar serviços jurídicos não é uma missão do advogado apenas. Hoje, os escritórios estão focados em áreas e públicos distintos e buscam adaptar os serviços jurídicos aos interesses do seu público.

Quais são os preços dos seus serviços?

Precificar os serviços jurídicos não é uma tarefa simples para muitos profissionais. Até porque com a concorrência cada vez mais alta, muitos advogados tendem a se apegar aos parâmetros errados. A melhor forma de precificar é avaliando os custos da prestação de serviços, concorrência e tendências do mercado. Para ajudar você nessa questão, já incluímos algumas dicas valiosas aqui no blog, que valem a pena conferir!

Qual ramo jurídico você pretende atuar?

Você pretende ser um escritório generalista? Especializado? De boutique? Pretende investir nos ramos do Direito em ascensão? Essas são questões cruciais para definir quem são seus potenciais clientes, qual a melhor maneira de prospectá-los, quais parcerias estratégicas que podem ser interessantes para o seu escritório, entre outros.

Qual o valor que você entrega?

Quais são os diferenciais dos seus serviços que os tornam mais atrativos para o cliente? Pense em questões como preço, qualidade, renome no mercado, soluções globais, suporte completo, entre outros.

Quem é seu público alvo?

Você pretende atuar para pessoas jurídicas, pessoas físicas, organizações não governamentais? Existem diferentes perfis de clientes que buscam os mais diversos tipos de escritório. Qual é o seu público?

Como você pretende contatar e chamar a atenção de seus potenciais clientes?

Mesmo com as diretrizes do Código de Ética da OAB, o advogado possui uma série de ferramentas que auxiliam na atração, prospecção e fidelização de clientes. O marketing jurídico é uma ferramenta que vem ganhando espaço no mercado, mas muitos advogados ainda têm receio de utilizar.

Com a era digital, no entanto, está cada vez mais necessário investir em uma presença online e rever a comunicação do seu escritório nos meios digitais.

Qual o local onde você vai desenvolver suas atividades?

Foi-se o tempo em que o advogado precisava investir em um escritório para desenvolver suas atividades. Hoje, já existem algumas opções no mercado, como é o caso dos coworkings, onde o advogado pode usar tanto o espaço para trabalhar, quanto para fazer reuniões. Até a advocacia virtual vem ganhando o mercado.

Todavia, os coworkings podem ser uma opção mais interessante considerando determinados perfis de clientes. Outros perfis, um escritório pode ser a melhor estratégia. Definir onde você irá desenvolver suas atividades é importante seja para determinar seu posicionamento como negócio, seja para definir custos.

Quais são os recursos necessários para desenvolver o plano de negócio para escritório de advocacia?

Depois de definir um panorama básico sobre o seu escritório, está na hora de avaliar quanto será necessário investir e quais são os recursos que você poderá utilizar. Se você pretende abrir um escritório para atender um perfil mais de boutique, verifique se você tem capital suficiente para o aluguel de um espaço que esteja de acordo com o seu cliente. Ou seria melhor arrumar um sócio?

Para quem já possui um escritório, mas quer aumentar o faturamento, por exemplo, vale a pena avaliar se é a hora de investir em novas áreas, ou em ferramentas que otimizem a produtividade, como um software jurídico, por exemplo.

Quais são os recursos necessários para manter seu negócio funcionando?

Outra questão diz respeito aos recursos que serão necessários para que o negócio se mantenha funcionando. O famoso fluxo de caixa.

Quem são os envolvidos no plano de negócio para escritório de advocacia e quais funções irão desempenhar?

Muitos escritórios têm suas atividades divididas por pessoas e não por funções, o que gera desorganização, conflitos e inúmeras falhas. É importante definir quais são as funções de cada pessoa que participa da empresa, bem como, quem é responsável por cada uma delas.

Quanto cada sócio irá investir?

Se você possui sócios, além de discutirem o plano de negócio é essencial deixar claro como cada um vai investir na empresa. Nem sempre os recursos precisam ser financeiros. Afinal, o trabalho também é um recurso.

Quem serão seus fornecedores?

Você precisa contratar um local para armazenar arquivos e papeis do escritório? Uma empresa de digitalização? Um software jurídico? Tudo isso deve ser considerado no seu plano de negócio para escritório de advocacia.

Quem são seus concorrentes?

Procure fazer um mapeamento de quais os escritórios que atuam nas mesmas áreas que o seu e possuem portes similares. Avaliar a concorrência também é um ponto importante.

Qual será o modelo de empresa escolhido e o regime tributário

Essa questão é enfrentada por advogados que estão abrindo o próprio escritórios e não conhecem as exigências para a formalização da empresa. Os escritórios de advocacia contam com algumas peculiaridades que devem ser conhecidas pelo profissional.

Esse é um roteiro básico que pode ajudar muitos advogados a montarem um panorama do seu escritório. Ele pode ajudar na reflexão de pontos fortes e fracos que devem ser melhorados ou corrigidos.

Montar um plano de negócios, especialmente no atual cenário da advocacia é mais do que recomendado. Afinal, como já diria o ditado, para quem não sabe onde quer chegar, qualquer caminho basta!

Vale a pena montar um plano de negócio para escritório de advocacia e escolher os ter rédeas do futuro do seu negócio!

Quer saber mais sobre plano de negócio para escritório de advocacia? Faça abaixo seu cadastro e receba os materiais exclusivos do SAJ ADV diretamente em seu e-mail.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *