Pós-graduação em Direito para alavancar sua carreira

Tempo de leitura: 6 minutos

Vantagens que uma pós-graduação em Direito traz

Além de prospectar clientes com maior facilidade, um profissional de Direito com atuação especializada em determinada área tem mais chances de fidelizá-los. A pós-graduação em Direito é um diferencial tanto para os advogados que trabalham em escritórios quanto para os graduados que aspiram uma carreira pública. 

Cada vez mais se fala da especialização no Direito como uma forma de se diferenciar em um mercado jurídico saturado. Afinal, o número de advogados no Brasil ultrapassa a casa dos milhões, conforme dados extraídos da OAB. Assim, ter conhecimento aprofundado em uma determinada área pode ser um ponto relevante na hora da contratação de um advogado.

Ser especialista em uma área do Direito transmite confiança e credibilidade, ajuda a captar clientes em busca de serviços jurídicos e reforça o papel do profissional como referência no mercado. Para isso, o advogado pode buscar uma pós-graduação em Direito que tenha a ver com seus interesses e com a esfera de atuação do escritório de advocacia onde já trabalha ou pretende trabalhar.

Além disso, uma reportagem veiculada pela Globo apresenta pesquisa de 2011 que mostra por que quem contrata quer mais do que a faculdade — 85,7% dos profissionais especializados já são graduados. Ainda de acordo com o mesmo estudo, as empresas pagam até 119,9% a mais para funcionários com título de mestre ou doutor. “O mercado fica cada vez mais exigente, as empresas que já possuem esse perfil de profissional não vão querer regredir”, comentou Lucio Tezotto, gerente de atendimento da Catho Online, à emissora.

pós-graduação em Direito

Vantagens da pós-graduação em Direito para advogados

A pós-graduação em Direito não é uma exigência para quem deseja exercer a advocacia. Todavia, como observado, pode ser um diferencial para o profissional. Imagine a seguinte situação, por exemplo:



Uma empresa A precisa de consultoria acerca de um contrato firmado com um fornecedor. Contratos é uma das matérias de Direito Civil obrigatórias em todas as faculdades. Portanto, qualquer advogado tem um conhecimento básico nessa hora. No entanto, na hora de contratar os serviços, a empresa A chega a duas opções de profissionais. O advogado X e a advogada Y trabalham com contratos há algum tempo e possuem experiência equivalente. No entanto, a advogada Y tem uma pós-graduação na área, publicações e um nome mais forte. A empresa A, então, terá maior probabilidade de contratar a advogada Y, em razão de seu diferencial.

Por óbvio, uma pós-graduação não determina a capacidade de nenhum profissional. Mas quando se trata de análise de currículos, é um item a mais. Não obstante, reforça que o profissional possui aquele conhecimento em específico.

Mas há ainda outras vantagens. Fazer uma pós-graduação, por exemplo, pode auxiliar um profissional a ampliar sua rede de networking. E, desse modo, contribuir para o crescimento na carreira. É uma maneira de conhecer novos profissionais e compartilhar, dessa maneira, diferentes perspectivas acerca de um campo do Direito. Consequentemente, isto contribui também para o ganho de conhecimento e de experiência na área jurídica, que apenas a prática poderia não fornecer.

Vantagens da pós-graduação em Direito aos interessados em concurso público

No Brasil, grande parte dos concursos públicos costumam ofertar vagas a profissionais de Direito. Por isso, muitos graduados nessa área têm a pretensão de seguir uma carreira pública. A pós-graduação em Direito, então, pode definir o sucesso ou fracasso na conquista de um cargo público.



Em caso de empate, a pontuação por títulos é um dos critérios utilizados para a seleção dos candidatos. O salário, além da estabilidade, é um dos grandes atrativos do setor público. Dependendo do cargo, a especialização ainda pode influenciar na composição da remuneração do profissional. Se seu foco são os concursos públicos, vale avaliar principalmente o tempo e o custo na hora de escolher uma pós-graduação em Direito.

O que analisar antes de fazer uma pós-graduação?

Alguns critérios devem ser levados em conta antes de se matricular em uma especialização. Confira abaixo alguns pontos para analisar antes de escolher a sua pós-graduação em Direito:

1. Aptidão e objetivos

Quais são seus interesses e no que você se considera bom? Responder essas perguntas é essencial para decidir sua área de atuação e qual pós-graduação em Direito melhor se adequa a ela. Se você gosta de cálculos, por exemplo, pode se identificar com Direito Previdenciário e Direito Tributário. Já se tem mais vocação para ouvir histórias e lidar com pessoas, Direito de Família pode ser uma boa opção.

Os objetivos pessoais também devem ser considerados, por óbvio. Por exemplo, se já se trata de um profissional em atuação, é preciso, às vezes, considerar o que é necessário para a atividade. Ou analisar o que que será mais benéfico para uma carreira já iniciada. E, assim, poderá alinhar objetivos e aptidões em um crescimento pessoal e profissional.

2. Local de atuação

Mesmo que goste muito de esportes, dificilmente um advogado ganhará dinheiro com Direito Desportivo se trabalhar em uma cidade onde existem poucos atletas profissionais. Se a ideia não é mudar o local de atuação, é importante avaliar e identificar oportunidades no ambiente em que você está inserido.

É preciso, portanto, observar o contexto jurídico antes da escolha final. Verificar tendências, por exemplo, pode ser um bom indicativo de qual pós-graduação escolher. Afinal, se um advogado já trabalha em uma determinada área, e percebe que um ramo específico dentro daquela área ganhará destaque nos próximos anos, pode buscar uma especialização no tema, antecipando-se.

3 . Presencial ou a distância?

As duas modalidades contam com vantagens e desvantagens e você deve avaliar qual se encaixa melhor ao seu dia a dia. Uma pós-graduação em Direito a distância pode ser ideal para quem não tem horários definidos, pois normalmente é possível assistir às aulas em qualquer momento do dia. Apesar de menos flexível, um curso presencial promove maior interação com colegas e professores. Além de facilitar o processo de aprendizagem, esse contato possibilita o networking entre pessoas com os mesmos interesses.

Os tópicos acima deixam claro que não há fórmula para decidir qual pós-graduação em Direito será melhor para a sua trajetória. É necessário analisar cada aspecto e identificar a área do conhecimento e a modalidade que se encaixam melhor ao seu cotidiano e às suas aspirações profissionais. Também deve-se lembrar que apesar de uma especialização trazer bons resultados à carreira, não é garantia de sucesso. Para fortalecer sua atividade, é preciso atualização constante, como já foi citado no post Fatores Relevantes para Consolidar uma Carreira de Advogado.

Quer ficar por dentro de todas as novidades sobre carreira jurídica? Faça seu cadastro e receba nossos materiais exclusivos diretamente em seu email.

2 Comentários

  1. Avatar

    Com uma graduação em Ciências Sociais, seria vantajosa uma pós-graduação em Direito, para alavancar a carreira?

    Responder
    1. Avatar

      Olá Nunes, bom dia!

      A pós graduação em direito é indicada para profissionais envolvidos com direito, como advogados, promotores, juízes. Um dos objetivos dos profissionais que realizam este curso é de especializar e melhorar os seus conhecimentos em determinada área direito, como gestão jurídica, direito tributário, direito do trabalho, direito constitucional, entre outros.

      Para profissionais que possuem a graduação em outras áreas, que pretendem trabalhar ou prestar consultoria para escritórios de advocacia, algumas pós-graduações como gestão jurídica, administração podem ser úteis.

      É bom observar que a pessoal que deseja exercer a profissão de advogado necessita ser graduada em direito e possuir a habilitação na OAB através do Exame de Ordem.

      Obrigado pelo contato.

      Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *